Contra o coronavírus: praças, pontos de ônibus e canteiros de Cuiabá serão higienizados

Medida visa desinfectar espaço com maior circulação de pessoas na capital

(Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Para tentar conter o avanço do coronavírus em Cuiabá, a prefeitura inicia nesse sábado (28) a higienização de pontos públicos com maior tráfego de pessoas. A ação emergencial foi anunciado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) em live pelas redes sociais.

A aplicação será feita com borrifadores e produtos químicos e quem manipular o equipamento usará macacões e EPIs.

Estão inclusos na lista: pontos de ônibus, praças, parques da cidade, recepções de policlínicas e UPAs.

LEIA TAMBÉM

Apesar de ordenar a limpeza dos espaços de circulação, Emanuel ressaltou a importância do período de isolamento. Para ele, o confinamento é a melhor maneira de frear o contágio.

“É um momento muito sério, o mundo está assombrado. Não podemos minimizar. É temporário, nada de pânico. Mas precisamos tratar o assunto com respeito. Nada de andar de ônibus. Deve-se evitar aglomeração, pois ficar em casa nesse período é essencial”, orientou.

O município, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), tem o maior número de testes positivos para covid-19 em Mato Grosso. Até a quinta-feira (26), eram oito casos confirmados.

Canteiros e terrenos baldios

Ainda de forma emergencial os espaços públicos, canteiros e terrenos baldios da capital passarão por higienização.

O trabalho vai ser feito com o auxílio de caminhões-pipa e cloro. Essa ação está prevista para ter início até a próxima quarta-feira (1º).

“Não adianta eu pedir a higienização pessoal de toda a população e não fazer a limpeza da cidade”, concluiu o prefeito.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRecuperação judicial e impactos econômicos em tempos de covid-19
Próximo artigoLadrão diz a vítima que se denunciá-lo vai matá-la e assim, volta para cumprir ameaça