Codiv-19: Segurança limita visitas nas unidades prisionais de MT

Medida pretende evitar disseminação do vírus nos locais

(Foto: Reprodução)

As visitas nas unidades prisionais de Mato Grosso estarão restrita a partir de segunda-feira (16). Conforme as novas regras, cada preso poderá receber um visitante por vez a cada 15 dias.

Estas e outras providências foram tomadas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) em decorrência do estado de pandemia em relação ao coronavírus (Covid-19), decretado pela Organização Mundial de Saúde semana passada.

Também constam na Nota Técnica Orientativa n° 001/2020 que o acesso de visitantes de outros estados ou de países com casos confirmados não será permitido, assim como de pessoas com sintomas de gripe (tosse, coriza e olhos avermelhados, por exemplo).

Outro público impedido de entrar será o formado por pessoas com idade acima de 60 anos, asmáticos, hipertensos, diabéticos ou com outras enfermidades que reduzam a capacidade do sistema imunológico, além de grávidas, lactantes e crianças.

Aos presos

O documento orienta a manter separados e em monitoramento de sinais e sintomas os detentos de outros estados ou países com casos confirmados por sete dias.

Estabelece ainda que:

  • Seja dada publicidade por meio de afixação de cartazes orientativos quanto às medidas de prevenção
  • Presos com sintoma da doença sejam encaminhar imediatamente ao setor de saúde da unidade
  • Caso a unidade use o serviço de saúde municipal, deve-se avaliar a situação e adotar os protocolos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT).

Aos servidores

Também consta na Nota Técnica a recomendação aos servidores que estiveram em visita a locais onde está ocorrendo o foco da doença ou que tenham tido contato com pessoas que possam estar contaminadas, apresentando ou não os sintomas da doença, que procurem uma unidade de saúde pública ou particular e relatem a situação.

Caso o médico sinta necessidade de o servidor permanecer em quarentena, deverá solicitar atestado médico no qual deve constar a Classificação Internacional de Doenças (CID) e o prazo de isolamento.

Um familiar, de posse do atestado, bem como documentos do servidor (RG, CNH ou identidade funcional), deve se dirigir à Gerência de Saúde e Segurança/SUGP-SESP, solicitando a guia de encaminhamento para a perícia médica.

Depois, é preciso fazer o agendamento da perícia pelo telefone 0800 647 3633 e o representante do servidor comparecer no dia e horário agendados.

O servidor que tiver dúvidas deverá entrar em contato pelos telefones (65) 3613-5545/ 9 9989-8578 ou pelo e-mail: [email protected].

(Com informações da assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorArmado com facas, homem mantém a esposa e filhos reféns em Jaciara
Próximo artigoQuer seguir carreira no sapateado? Confira dicas de profissionais que ganham a vida dançando