Clientes baixa renda têm direito a desconto na conta de luz

Subsídio é concedido por meio do programa Tarifa Social, cujo cadastro é gratuito e pode ser feito diretamente na Energisa

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A tarifa social permite o desconto de até 65% na conta de energia elétrica. O programa foi regulamentado pelo governo federal em 2002 e permite que famílias de baixa renda tenham condições especiais no pagamento da fatura.

Têm direito ao desconto as famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa, famílias que possuem o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), ou ainda, pessoas com doença dependentes de aparelhos que demandem consumo de energia elétrica.

Em Mato Grosso, atualmente, 178.142 famílias baixa renda estão cadastradas no Programa Tarifa Social. O número é 37% maior que o registrado em 2018, quando 130 mil famílias estavam cadastradas.

Conforme cadastros federais, a Energisa tem potencial para atender mais 120 mil clientes com a Tarifa Social. Para isso, basta os consumidores se inscreverem no programa. O abatimento mensal na conta de luz varia de acordo com a tabela de consumo. Quando o volume consumido é menor ou igual a 30 kWh, o desconto é de 65%; de 31 kWh a 100 kWh, a redução é de 40%; e quando fica entre 100 kWh e 220 kWh, o desconto é de 10%.

Para se inscrever na TSEE basta acessar o WhatsApp Gisa ou o Aplicativo Energisa On, apresentar o Número de Identificação Social (NIS) atualizado, juntamente com o documento de identificação com foto e uma conta de energia, além da folha resumo Cadastro Único emitida pelo CRAS, da prefeitura. Se preferir, é possível comparecer a uma agência da Energisa. No caso de indígenas e quilombolas é necessário o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Murilo Galvão Marigo, gerente de Serviços Comerciais da Energisa Mato Grosso, orienta que o consumidor deve poupar energia para obter um maior desconto na conta, já que quando o consumo for superior a 220 kWh no mês, sobre o excedente será cobrada a tarifa cheia, sem nenhum desconto. O cadastro vale por dois anos e depois desse período deve ser atualizado junto à Energisa.

Facilidade e comodidade

E em tempo de pandemia, quando a recomendação é manter o distanciamento social, os consumidores da Energisa têm vários canais para atendimento às suas demandas. Os canais digitais, por exemplo, oferecem total segurança. Estão disponíveis o Aplicativo Energisa On (para iOS e Android), a Gisa, assistente virtual da Energisa pelo whatsapp, no 65 9 9999-7974, e o site www.energisa.com.br.

Além dos canais digitais, a Energisa mantém 142 agências e pontos de atendimento em Mato Grosso, sendo duas unidades em Cuiabá e as demais espalhadas pelos outros 140 municípios do Estado. Nas agências há terminais de autoatendimento, em que os clientes resolvem vários problemas sem pegar senha. O cliente também pode fazer contato pelo 0800 646 4196.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSTJ mantém nula efetivação de servidora da ALMT
Próximo artigoEx-governadores prestarão depoimento por compra de vaga no TCE