Ex-governadores prestarão depoimento por compra de vaga no TCE

Blairo Maggi e Silval Barbosa são acusados de patrocinar ilegalidades para favorecer o ex-deputado Sérgio Ricardo

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O juiz da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular, Bruno D’ Oliveira Marques, designou para o dia 12 de julho o depoimento dos ex-governadores de Mato Grosso Blairo Maggi e Silval Barbosa e dos ex-deputados estaduais Humberto Bosaipo e José Riva na ação em que todos são acusados de participar de uma suposta negociação financeira para a compra de uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Na mesma data também serão ouvidos o ex-secretário de Estado Éder Moraes, o empresário do ramo de combustíveis, Gércio Marcelino Mendonça Júnior, conhecido como Júnior Mendonça, o ex-conselheiro Alencar Soares, o conselheiro afastado Sérgio Ricardo e o empresário Leandro Soares.

Por conta da pandemia do coronavírus, a audiência de instrução e julgamento será virtual.

Teor da denúncia

De acordo com a ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual (MPE), a ida do deputado estadual Sérgio Ricardo ao Tribunal de Contas do Estado para ocupar a vaga que antes pertencia ao conselheiro Alencar Soares custou R$ 12 milhões.

Desta quantia, teria havida uma “manobra espúria” envolvendo as autoridades denunciadas para movimentar R$ 4 milhões. O dinheiro seria fruto de esquemas de corrupção montados na estrutura do governo do Estado e culminariam em crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Na esfera cível, o MP pede ressarcimento aos cofres públicos e perda do direito político dos envolvidos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorClientes baixa renda têm direito a desconto na conta de luz
Próximo artigoHomem é atingido por tiro no rosto durante assalto no interior de MT