Chapada dos Guimarães: moradores vão à Justiça contra reforma de praça

Um coletivo entrou com uma ação na Justiça para tentar barrar a revitalização que está em processo de licitação pelo governo do Estado

Um coletivo formado por moradores de Chapada dos Guimarães (67 km de Cuiabá) entrou com uma ação na Justiça para tentar barrar a revitalização da praça Dom Wunibaldo, no centro da cidade. O pedido de suspensão da licitação está em uma ação civil pública que tramita na 1ª Vara de Justiça do município.

A representante do coletivo, chamado Cidade Sustentável, é a ex-reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra. Em entrevista veiculada no jornal A Gazeta, desta sexta-feira (20), ela afirma que os moradores não foram consultados com relação à proposta de intervenção da praça.

Serra garante que os moradores são favoráveis às melhorias e reconhecem que o local precisa ser revitalizado, mas não de forma que perca sua identidade. A praça é um dos símbolos da cidade.

O projeto

O projeto do Governo do Estado é reformar a Praça Dom Wunibaldo e revitalizar o entorno com a construção de cobertura na Rua Quinco Caldas.

A obra orçada em R$ 14.504.338,48 será executada pela Sinfra, com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, por meio da Secretaria Adjunta de Turismo e parceria com Secretaria Adjunta de Cidades. A iniciativa faz parte das ações do programa Mais MT do Governo do Estado.

A licitação para a escolha da empresa responsável pela execução do projeto foi lançada em abril deste ano e o registro das propostas estava previsto para a última terça-feira (17).

O que diz o Estado?

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) informou que ainda não foi notificada quanto a ação que tramita na Justiça.

Sobre o apontamento que os moradores não teriam sido ouvidos, a Pasta frisa que as principais entidades da cidade foram ouvidas antes do processo de revitalização ser lançado.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.