Bebê fica cego de um olho após acidente e precisa de ajuda para voltar a enxergar

Um almoço beneficente será feito no domingo (15) para custear a cirurgia de Vicente

A luta de Vicente Oliveira da Costa para recuperar a visão do olho direito começou em maio deste ano, quando, por um descuido, o bebê de 2 anos e nove meses puxou uma das peças de roupa do guarda-roupas e o cabide perfurou um de seus olhos.

Foi preciso passar por cirurgia para reparar o ferimento. Mas após alguns meses a criança começou a se queixar para a mãe de que o olho estava “estragado”.

“Ele começou a coçar os olhos e a ficar sensível à claridade ou a lugares com pouca luz. Até que notei uma mancha branca no olhinho”, diz a mãe, Lisandra Oliveira, que retornou com o filho ao oftalmologista e recebeu o diagnóstico de catarata traumática, com cegueira total do olho direito.

Vicente também se sentiu acanhado por ter que usar o tampão durante o tratamento e fez um pedido a mãe: “ele se sentia estranho com o curativo nos olhos e me pedia para usar juntos e ficar os dois com olho de pirata”

As cirurgias de catarata e de vitrectomia estão marcadas para janeiro de 2020, no Instituto Mato-grossense de Oftalmologia, e os custos chegam a R$ 6,9 mil.

Para arrecadar fundos para a cirurgia, a família está organizando o “almoço beneficente em prol do Vicente”, no domingo (15).

No cardápio, galinhada, farofa de banana, feijão e salada . Tudo sairá por 10 reais, no Barracão do Bairro Jardim dos Estados, em Várzea Grande, a partir das 10 horas da manhã.

Informações e convites sobre o almoço, pelo telefone (65) 99275-3380 – Lisandra.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSetor de base florestal trabalha para reduzir a insegurança jurídica
Próximo artigo“Fica Selma” x “Tchau, querida”

O LIVRE ADS