Assassino de homem que tentou apartar briga de crianças é condenado à prisão

A vítima chegava em casa quando viu o sobrinho deficiente apanhando de dois rapazes; ele foi espancado e morto a pedradas

Foto Ilustrativa

A Justiça de Mato Grosso condenou a 12 anos de prisão Willian Publio de Souza, de 32 anos. Ele foi considerado culpado pelo assassinato de Renato da Silva Amorim, morto a pedradas e com ferimento nos olhos.

Segundo o Ministério Público do Estado (MPE), o crime aconteceu depois de uma discussão motivada por desentendimento entre crianças.

O assassinato foi registrado na noite do dia 31 de agosto de 2008, no Bairro Bela Vista, em Cuiabá. Nesse dia, Renato voltava para casa quando viu o sobrinho, que é deficiente mental, sendo agredido.

Willian contou com ajuda do irmão, Douglas (que era menor de idade), para cometer do crime. E, para defender o sobrinho, Renato foi até os agressores, mas não conseguiu contê-los.

Pelo contrário, o homem recebeu vários chutes e socos e foi imobilizado por Willian. Foi então que Douglas se apossou de uma pedra e deu vários golpes na cabeça de Renato.

Segundo o MPE, uma mulher, que chegou a ser denunciada, estava no local e incentivou o assassinato. Ela chegou a dar um objeto perfurante para que os homens furassem os olhos da vítima. No entanto, quando os agressores perceberam que Renato estava inconsciente,  fugiram.

A vítima chegou a ser levada no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, mas morreu no dia seguinte. Laudo médico apontou traumatismo craniano como causa da morte.

A Justiça, ao analisar o caso, considerou que não havia provas de que a mulher teria incentivado o crime. Ele destacou que uma testemunha afirmou que o pedaço de ferro usado para agredir a vítima foi achado na rua.

Por sua vez, Willian, que confessou sua participação no crime cruel, foi condenado a 12 anos de prisão, inicialmente em regime fechado. Por não ter respondido à ação preso, ser pai de quatro filhos menores e ser réu primário, ele ganhou o direito de apelar em liberdade.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNetflix divulga data de estreia da 2ª temporada de “Você”
Próximo artigoInterdição na PCE

O LIVRE ADS