Advogado de Cuiabá é preso em operação sobre fraude de R$ 1 bilhão na saúde

Casa do advogado foi alvo da Operação Reditus, da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira

Agência Brasil

Um advogado de Cuiabá foi preso na manhã desta quarta-feira (18) pela Polícia Federal na Operação Reditus, de investigação a fraude bilionária em serviços da saúde. 

A casa do advogado foi alvo de mandatos emitidos pela Justiça Federal. Conforme a PF, o objetivo principal desta fase da Reditus é esclarecer fatos relacionados aos crimes de organização criminosa e lavagem de capitais apontados no decorrer das apurações. 

Cerca de 400 policiais federais, além de servidores da Receita Federal e da Controladoria-Geral da União, cumprem 95 mandados de busca e apreensão, 54 mandados de prisão temporária e seis mandados de prisão preventiva, expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal, nos estados de Mato Grosso, Pará, São Paulo, Goiás, Ceará, Amazonas, Rio de Janeiro e Espírito Santo. 

Os contratos investigados ultrapassam R$ 1,2 bilhão e envolvem quatro organizações sociais, cinco hospitais regionais e quatro hospitais de campanha montados para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. 

De acordo com as investigações, o governo estadual efetuava repasses de verba às Organizações Sociais contratadas e estas subcontratavam outras empresas para prestarem serviços nas unidades de saúde geridas pelo grupo criminoso, prática conhecida como “quarteirização”. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPresidente do Senado descarta impeachment de ministros do Supremo
Próximo artigoJovem deixa amigo dormir em sua casa e acorda com ele tentando estuprá-la