Acusado de matar delegado enquanto ele dava entrevista ao vivo é preso

O crime ocorreu em 2010 e gerou comoção nacional por ter sido acompanhado ao vivo

(Foto: Polícia Federal)

Um dos envolvidos na execução do delegado da Polícia Civil Clayton Leão, titular da 18ª Delegacia de Camaçari (BA) e chefe do Comando de Operações Especiais (COE) da Bahia, foi preso em Várzea Grande nessa sexta-feira (16).

O crime ocorreu em 2010 e gerou comoção nacional por ter sido acompanhado ao vivo, visto que o delegado estava dentro de seu carro dando uma entrevista ao vivo a uma emissora de rádio local no momento em que foi executado com dois tiros na cabeça.

Segundo a Polícia Federal, o criminoso preso nessa sexta-feira é de alta periculosidade,  responde a diversos processos e já possui uma condenação por latrocínio na Bahia.

A PF chegou ao investigado por meio da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO/MT), que recebeu informações de que ele estava em Várzea Grande e tinha o objetivo de fugir para a Bolívia.

A equipe policial, então, identificou, localizou e prendeu o suspeito, que foi conduzido para a Superintendência da Polícia Federal e, depois, encaminhado ao presídio.

FICCO

A FICCO/MT consiste em uma força tarefa composta pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária
Federal, Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar e sistema prisional e tem por objetivo realizar
uma atuação conjunta e integrada no combate ao crime organizado que atua no Estado do
Mato Grosso.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMP diz que prefeitura não pode condicionar abertura de escolas à vacinação
Próximo artigo1ª mulher a comandar Secom