Vereadores aprovam orçamento de R$ 3,9 bilhões para Cuiabá

Gastos com o pagamento de funcionários será praticamente o mesmo da saúde pública, os maiores previstos para 2021

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A Câmara de Cuiabá aprovou em sessão extraordinária na tarde desta terça-feira (29) o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) da Capital. O texto estima a receita e fixa e as despesas da Prefeitura em 2021.

E o orçamento a ser administrado pelo prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (MDB) será de R$ 3,9 bilhões, o que representa cerca de R$ 700 milhões a mais comparado ao orçamento deste ano.

Mas de todo esse valor, a previsão é que somente R$ 863,5 milhões sejam reservados a investimentos.

A maior despesa da Prefeitura no próximo ano será com pessoal e encargos sociais. Somados, esses valores correspondem a R$ 1,4 bilhão. Um valor semelhante ao que será aplicado na Saúde.

Já para a Educação, o montante estimado é de pouco menos de R$ 1,2 bilhão. E o setor de Obras Públicas contará com R$ 1,1 bilhão para aplicação em ações de melhorias na infraestrutura da cidade.

Já a Câmara de Cuiabá vai ter duodécimo de R$ 61 milhões em 2021. A quantia corresponde a R$ 5,083 milhões mensais que serão repassados, obrigatoriamente, pelo poder Executivo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO mundo girou e agora é o momento de seguir adiante
Próximo artigoVotos contra e votos a favor