O mundo girou e agora é o momento de seguir adiante

Nunca foi tão importante ser solidário

Photo by Joshua Rawson-Harris on Unsplash

O ano de 2020 nos fez perceber o quanto somos frágeis e mostrou que o planejamento nem sempre é tão importante na nossa vida. Janeiro iniciou na velocidade da luz de sempre com a evolução tecnológica. O cenário que estamos acostumados de muita correria, tecnologia, evolução, produção a todo vapor e seres humanos sem tempo para nada parou de repente. Um vírus quase invisível paralisou a humanidade.

O novo coronavírus atingiu todas as regiões do planeta, sem fazer diferença entre ricos e pobres, e impôs uma quarentena que praticamente paralisou a produção.

É difícil imaginar que uma pandemia acabaria com milhares de vidas, que muitas famílias nem sequer poderiam se despedir dos seus entes queridos, que o abalo econômico por ela provocado aumentaria o hiato social, com aumento de desemprego e perda de renda. Mas, mais que isso, esse vírus iria abalar emocionalmente a todos nós, em maior ou menor grau.

E o mais dolorido é olhar para trás e ver que tudo isso realmente aconteceu. 2020 foi um ano sem precedentes, mas apesar de tudo existem sim, muitos aprendizados.

Este foi um ano que sem dúvida ficou evidente a importância da solidariedade. Pelo mundo afora pessoas, empresas e governos tomaram iniciativas para apoiar os mais vulneráveis e combater a pandemia. E todas essas ações foram importantes. Desde o uso da máscara até o incrível esforço científico de buscar uma vacina capaz de vencer a Covid-19. Sem contar os profissionais da saúde que correram riscos para salvar a vida do outro. Para mim, aí está o verdadeiro significado da palavra altruísmo.

E essa consciência é sinal de que estamos avançando. São tempos ainda difíceis, a recuperação ainda é lenta, mas a direção está correta. Certamente o sentimento é de que não vamos voltar ao normal, mas sim, iremos começar um novo ano mais fortes. É hora de fortalecermos os valores para o novo ano que está prestes a iniciar e deixarmos de lado aqueles valores que de pouco servirão para a nossa sobrevivência e sanidade.

Precisamos continuar focando na resiliência, resistência, transparência, senso de coletividade, autocuidado e em nossa racionalidade. Nunca foi tão importante ser solidário.

Tempos de dor, perdas e dificuldades, mas tempos de gratidão pela vida. Tempos em que podemos perceber que precisamos aproveitar cada segundo a vida e da maneira mais intensa possível. Vimos o quão importante é estar com a família e amigos. Sentimos saudades, e estamos torcendo para isso passar e esse sentimento se transformar no tão esperado abraço. Nunca um abraço foi tão aguardado.

Foram muitos os aprendizados e tenho certeza de que entraremos em 2021 com a esperança de que seja um ano de reequilíbrio do planeta. Que possamos tirar proveito de tudo isso e estarmos mais preparados e resilientes. O mundo girou e agora é o momento de seguir adiante.

Mas, e você? Qual é a reflexão que você leva para 2021?

::::::::::::::::::::::::::::::::::

Fernanda Trindade é jornalista em Cuiabá

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDetentos reformando cadeias
Próximo artigoVereadores aprovam orçamento de R$ 3,9 bilhões para Cuiabá