Vendas do comércio voltam a ficar acima do patamar pré-pandemia

Brasileiro, definitivamente, aderiu às compras online e um dos setores que mais cresceu nesse ramo foi o de alimentos

(Foto: Freepik)

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostraram que as vendas do comércio varejista cresceram 1,8% em abril, quando comparadas a março. E essa é a maior alta em abril no últimos 21 anos.

O setor não apenas recuperou a queda de 1,1% em março, mas voltou a ficar acima do patamar pré-pandemia. E se a comparação for com abril do ano passado (o primeiro mês de medidas restritiva em quase todo o país) a alta foi de 23,8%.

O sucesso da internet

Uma outra pesquisa, da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil, revelou que a comida por delivery e as compras de supermercado pela internet foram as categorias que mais se destacaram no comércio online.

“O brasileiro percebeu que não precisa sair de casa para comprar comida”, diz Felipe Dellacqua, especialista em e-commerce.

Entre os setores que cresceram está o de alimetos via delivery (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O estudo revelou que, nos últimos 12 meses, 91% dos brasileiros realizaram alguma compra pela internet. Isso representa 5 pontos percentuais a mais do que na última medição, feita em 2019.

Já a quantidade média de compras no período de um ano cresceu de 7 vezes para 8,5 vezes.

“Muitos varejistas físicos adotaram o Whatsapp como canal de compra, digitalizando uma compra que seria física. Grande parte do varejo também permite que se faça a retirada  por meio de drive-thru, o que também é confortável para o consumidor que quer a compra de forma rápida”, comenta o especialista.

Produtos mais vendidos pela internet

  • Eletrônicos e informática (71,4%)
  • Livros (70,6%)
  • Eletrodomésticos (61,9%)
  • Produtos de beleza (52,7%)
  • Artigos para casa (51,6%)
  • Moda (51,1%)

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSTF mantém inquérito que investiga grampos ilegais em MT
Próximo artigoSem burocracia de importação Tesla chega a concessionária de Cuiabá