Veja como votaram os deputados de MT na manutenção do veto a reajuste para servidores

Três parlamentares votaram favoráveis à manutenção do veto, três votaram pela derrubada e dois não votaram

(Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil)

Três deputados federais por Mato Grosso votaram pela manutenção do veto parcial feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, à Lei Complementar 173, de 27 de maio de 2020, que estabeleceu auxílio de R$ 60 bilhões aos Estados e municípios.

Ao todo, foram 316 votos favoráveis, 165 contrários e duas abstenções. Eram necessários 257 votos contrários para derrubar o veto.

O coordenador da bancada federal de Mato Grosso Nery Geller (PP), o vice-líder do Governo na Câmara, José Medeiros (Podemos), e Nelson Barbudo (PSL) votaram pela manutenção do veto.

Os deputados Rosa Neide (PT), Emanuel Pinheiro Neto e Dr. Leonardo (SD) votaram pela derrubada do veto. Deputados Carlos Bezerra e Juarez Costa (MDB) não votaram.

O veto presidencial inibiu que entes federados reajustem salários dos servidores neste ano e em 2021. Estão nesta lista os profissionais da saúde e segurança pública.

Bolsonaro vetou a possibilidade de reajuste porque o valor enviado para Estados e municípios não deveria ser utilizado para este fim.

Em entrevista à imprensa, o presidente chegou a afirmar nesta quinta-feira (20) que seria impossível governar o país com esse reajuste.

Segundo o ministro da Economia Paulo Guedes, o impacto da possibilidade de concessão de ajustes salariais implica em um montante de R$ 120 bilhões.

Nesta quarta-feira (19), votação no Senado havia derrubado o veto com 42 votos pela derrubada e 30 pela manutenção do veto.

Dentre os senadores que votaram pela manutenção estão os três por Mato Grosso, Jayme Campos (DEM), Carlos Fávaro (PSD) e Wellington Fagundes (PL).

Com o resultado da votação da Câmara Federal, o veto do presidente Bolsonaro está mantido.

Atualizada às 19h21

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

3 COMENTÁRIOS

  1. Não sou de esquerda, nem direita e nem centrão, sou a favor daqueles que apoiam os servidores públicos do Poder Executivo do estado de MT e de todos os estados brasileiros, bem como das classes dos menos favorecidos. Não tenho raiva dos políticos nem de ontem, nem de hoje, do amanhã e do sempre, pois são todos farinha do mesmo saco, farinha podre, estragada, tenho raiva de Pedro Alvares Cabral que descobriu o Brasil, pois deveria ter passado direto para as Indias, pois esses porcos nojentos, existem desde o descobrimento. Estou enojada da cara desses políticos que na verdade políticos não são isso, pois o que estão fazendo é coisa de POLITIQUEIROS, pejoraram o que é a verdadeira política democrática em “toma lá dá cá “.
    Xau POLITIQUEIROS, talvez um dia, qdo surgir quem sabe o que é política de fato e de direito, eu volte a votar pois, de agora em diante, não mais irei às urnas, apenas justificarei o voto.
    Brasil: #MARDECORRUPÇÃO.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLuto nas artes: morre Regina Penna
Próximo artigo30 dias de fogo: incêndio no Pantanal já queimou 380 mil hectares de vegetação