Vai abrir o próprio negócio? Fundo quer ajudar startups de mulheres a saírem do papel

Projetos tem que ter, no mínimo, 20% de mulheres no grupo de sócios. As inscrições vão até fevereiro

Um projeto de financiamento de startups brasileiras abriu inscrições para receber projetos elaborados por mulheres. O fundo Women Entrepreneurship (WE) quer ampliar o empreendedorismo feminino no país por meio do acesso à educação e ao capital.

As inscrições vão até 7 de fevereiro.

O negócio pode estar em qualquer fase de desenvolvimento, desde que seja de base tecnológica. Podem participar startups de todo o país que tenham, pelo menos, uma mulher como sócia.

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), as empresas selecionadas vão receber aportes de R$ 50 mil a R$ 5 milhões nos próximos cinco anos.

E além do dinheiro, capacitação de pessoas, negócios e de tecnologias e mentoria técnica.

Inscrições

Para participar, a startup deve se inscrever no site www.weventures.com.br e ser aprovada em todas as etapas de recrutamento e seleção, que incluem inscrição, conversa por videoconferência e reuniões com investidores.

Podem concorrer startups com sede no Brasil e que tenham, no mínimo, 20% de participação societária composta por mulheres.

Mais informações podem ser acessadas no portal The We Studio.

Além do Sebrae, a Microsoft Participações, Bertha Capital e a Belvedere Investimentos também participam da iniciativa.

(Com Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDireito do agronegócio: a demanda é crescente e faltam advogados especializados
Próximo artigoResgatados dos maus-tratos: filhotes de tucano são devolvidos à natureza

O LIVRE ADS