Tarifa do transporte coletivo em Cuiabá pode subir no começo de fevereiro

Empresas pediram para a Arsec analisar "reajuste extraordinário", que deverá ser votado pelo conselho administrativo no fim deste mês

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

A tarifa do transporte coletivo em Cuiabá pode aumentar no começo de fevereiro. As empresas exploradoras do serviço pediram para a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Arsec) avaliar um “reajuste extraordinário”.  

O pedido foi publicado no dia 22 de dezembro e deve esperar transcorrer 30 dias para que seja analisado pelo conselho administrativo. Segundo a Arsec, o percentual de reajuste, caso seja aprovado, será definido pelo conselho.  

E para isso a solicitação das empresas precisa ser aprovada pelo prefeito Emanuel Pinheiro. A planilha publicada no fim de dezembro pelas outorgadas indica aumento de R$ 8,1 milhões no subsídio para manter o funcionamento do serviço. 

Ainda conforme a planilha, houve aumento entre 4% e 38% na manutenção de frota, pessoal e pagamento de impostos, no período de julho de 2020 a agosto de 2021. 

O último reajuste de tarifa foi autorizado em 2019 pela Arsec. O preço subiu de R$ 3,85 para os atuais R$ 4,10 – aumento na casa de 6%. O cálculo do “reajuste extraordinário” para as empresas em 2022 teria efeito da pandemia de 2020, quando o transporte ficou limitado cerca de quatro meses, com menos pessoas usando o serviço. 

Mas, o impacto da pandemia na manutenção dos serviços não é especificado pelas empresas. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSegunda sem carne? Entidades fazem churrasco em frente de agência bancária em Cuiabá
Próximo artigoDeputada conservadora dos Estados Unidos é banida do Twitter