Sema impede extração ilegal de madeira e apreende maquinários em Área de Proteção Integral

Cinco suspeitos flagrados causando danos na Unidade de Conservação foram encaminhados à delegacia; as multas aplicadas somam R$ 275 mil

(Foto: SEMA - MT)

Após realizarem ação de monitoramento e fiscalização na Estação Ecológica Rio Madeirinha, em Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá) na última quinta-feira (30), fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreenderam caminhões, trator e motosserra utilizados em crimes ambientais. Além disso, impediram que toras de madeira extraídas ilegalmente fossem levadas da Unidade de Conservação.

Conforme o tenente coronel Querubino Soares, da Coordenadoria de Unidades de Conservação (CUCO) da Sema, a operação foi coordenada pelo órgão ambiental  em parceria com a Polícia Militar (PMMT) e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Foram removidos os dois caminhões, um trator e três motosserras utilizados na ilicitude. A remoção de maquinários ou a inutilização dos equipamentos e demais estruturas é uma forma de cessar o dano ambiental em curso e descapitalizar o infrator.

Cinco suspeitos flagrados causando danos na Unidade de Conservação foram encaminhados à delegacia do município de Colniza para dar continuidade aos procedimentos legais. As multas aplicadas somam R$ 275 mil.

A Unidade de Conservação Estação Ecológica Rio Madeirinha, localizada em Colniza, é uma área de proteção permanente com 13.682,96 hectares do Bioma Amazônia. Colniza é o município do Bioma Amazônia com maior índice de desmatamento ilegal do Estado.

Denúncias

Crimes ambientais devem ser denunciados pela população por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-065-3838, no site da Sema, por meio de formulário, nas unidades regionais do órgão ambiental ou ainda pelo aplicativo MT Cidadão.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCorte de energia elétrica para os consumidores de baixa renda volta a valer a partir deste mês
Próximo artigoEntenda como vai funcionar a distribuição das sobras eleitorais em 2022