Rumo ao Senado, Nilson Leitão tem apoio de ministros do governo Bolsonaro

Ex-deputado não quer expor os nomes, mas os mais prováveis são os ministros da Agricultura e da Infraestrutura

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Depois de ter obtido mais de 330 mil votos nas eleições de 2018 ao Senado, Nilson Leitão (PSDB) tem recebido apoio importantes em Mato Grosso e em Brasília para disputar a eleição suplementar, que está marcada para 26 de abril.

Articulador político com bom trânsito na Capital Federal, o ex-deputado ainda não expõe  seus apoiadores, mas adianta que são da área de desenvolvimento do governo Bolsonaro.

Neste campo, um nome importante e que possui proximidade com o tucano é o do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, que tem ganhado notoriedade, principalmente, entre os produtores rurais. Tudo graças a obras e projetos estruturantes para a economia, como é o caso da conclusão da BR-163, que liga Mato Grosso aos portos do Pará. 

Outro possível apoio deve vir da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, que mantém proximidade com Leitão. Desde o ano passado, após encerrar o segundo mandato como deputado federal, ele atua como consultor especial da Confederação Nacional da Agricultura (CNA).

Em Brasília, o ex-deputado, ainda no início de 2019, fez um trabalho diplomático e interinstitucional que auxiliou o governo Federal a contornar uma crise com os países árabes.

A situação foi provocada por uma declaração do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que queria basear as relações comerciais do Brasil a partir de valores cristãos, o que, na prática, não funciona com a maioria dos países do Oriente Médio, liderados por  religiosos do Islamismo.

Segunda chance

Nilson Leitão avalia, aliás, estar em uma segunda chance e se considera habilitado para disputar a eleição ao Senado.

“É um momento mais tranquilo, uma eleição separada. Eu não trabalhei para que a Selma [Arruda] fosse cassada. Não tinha isso nos planos, mas foi cassada. E agora temos um momento para disputar essa eleição”, ele garante.

LEIA TAMBÉM

Segundo ele, dentro do PSDB, o projeto pelo Senado já está consolidado. Agora, o pré-candidato tem conversado com outras siglas para compor chapa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDupla é presa por gastar mais de R$ 200 em churrascaria e não ter como pagar
Próximo artigoNetflix não oferece mais os 30 dias de graça para teste no Brasil

O LIVRE ADS