Revisão no orçamento

Dinheiro a mais no caixa poderia contar como excesso de arrecadação

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador Mauro Mendes (DEM) admitiu deve pedir uma revisão do orçamento de 2019. Segundo o democrata, deve haver um incremento de receita como a cobrança de novas taxas pelo Fethab e as medidas de austeridade fiscal aprovadas em janeiro.

Caso Mendes não faça a revisão do orçamento, o Estado teria excesso de arrecadação e parte desse dinheiro extra seria usado para quitar a dívida que o governo tem com os demais Poderes e instituições autônomas.

Essa dívida foi gerada pelo não repasse integral dos duodécimos em alguns meses da gestão Pedro Taques (PSDB). A previsão de que ela seria paga com o dinheiro que “sobrasse” nos cofres do Estado está prevista na “PEC do Teto”.

Só o novo Fethab deve render R$ 1 bilhão a mais do que o previsto inicialmente.

LEIA TAMBÉM
Assembleia Legislativa aprova a PEC do Teto de Gastos
Por unanimidade, deputados aprovam novo Fethab e aumentam taxação do agro
Mauro promete investir R$ 460 milhões do Fethab em estradas

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDeputados de MT já gastaram dois km de papel com moções, títulos e indicações
Próximo artigoIdoso é assaltado ao sair de igreja, reage e acaba morto