Idoso é assaltado ao sair de igreja, reage e acaba morto

Ele tinha acabado de sair da igreja e chegou a ser socorrido por moradores, mas não resistiu

Foto: PMMT

Um homem de 66 anos identificado como Carlos Lemes Vieira morreu na noite dessa terça-feira (16) ao reagir a um assalto. O crime aconteceu no Bairro Morada do Ouro II, em Cuiabá.

Conforme o boletim de ocorrência, os ladrões roubaram o carro da vítima, uma Duster  branca, no Parque da Nascente – recém-inaugurado pela prefeitura – por volta das 20h50.

O idoso, que tinha acabado de sair da Igreja Bom Pastor, também na Morada do Ouro e que ele frequentava todas as terças-feiras, chegou a ser socorrido por moradores. Ele foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Militar foi acionada pelos moradores, que ficaram desesperados com os tiros e informaram sobre o latrocínio. Um vídeo mostra pessoas correndo após os disparos.

Em ronda pela região, uma equipe militar encontrou a Duster, já no bairro CPA IV, e ordenou que o motorista parasse. O suspeito tentou fugir em alta velocidade e foi perseguido pela PM.

Quando já estavam no Bairro Jardim Brasil, dois bandidos desceram do carro atirando na viatura da polícia e os militares reagiram, também atirando.

O primeiro suspeito fugiu entrando em uma casa, o segundo caiu no chão, com uma arma na mão. Os policiais se aproximaram e perceberam que ele estava atingido por um tiro.

Os militares, então, foram em busca do suspeito que havia fugido e o encontraram dentro de uma casa.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o suspeito atingido por um tiro para o pronto-socorro de Cuiabá.

Segundo a assessoria da Polícia Militar, um terceiro suspeito conseguiu fugir e segue foragido.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada, mas só deve realizar a perícia final nessa quarta-feira (17), devido à baixa luminosidade durante a noite.

O carro da vítima foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Cuiabá, onde o caso foi registrado como roubo e homicídio culposo.