Quatro sinais da depressão: aprenda a identificar quando alguém próximo está infeliz

A pandemia da covid-19 tirou um pouco da alegria de viver de todos nós. E isso foi comprovado cientificamente

(Foto: Polina Zimmerman / Pexels)

Um estudo realizado ainda em meados de 2020 apontou que somente 14% dos americanos afirmavam ser “muito felizes”. O pior resultado desde 1972, segundo reportagem da revista People.

A maior parte das pessoas não expõe essa tristeza de uma forma explícita. Os sinais, no entanto, estão lá. Se uma pessoa próxima (ou mesmo você) apresentar algum deles, pode ser um indicativo de que precisa de ajuda.

1. Mudanças repentinas de comportamento

A depressão é uma doença sem sintomas específicos. É comum, no entanto, que a pessoa mude de comportamento, geralmente, de forma repentina.

Em geral, há uma falta disposição recorrente para fazer atividades que, antes, seriam naturais. É possível ainda que algumas pessoas desenvolvam insônia ou passem a dormir por muito mais horas por dia.

2. Rompantes de raiva, aparentemente, sem motivo

Ficar irritado com algo que, aparentemente, não deveria causar essa reação, vez ou outra, pode ser compreensível. Isso costuma acontecer quando “guardamos” muita coisa ao longo de um dia, por exemplo, até que chegamos, enfim, “à gota d’água”.

Quando reações assim se tornam mais comuns do que apenas “uma vez ou outra”, no entanto, pode ser um sinal de alerta. Pode haver algo incomodando aquela pessoa e sendo “guardado” por muito tempo.

3. Falta de comunicação

De repente ficou difícil falar com a pessoa? Ligações perdidas, mensagens sem respostas. Fugir de se comunicar com os outros – por vezes por conta da apatia citada no primeiro exemplo – pode ser um sinal de algo a mais está acontecendo.

Uma variação desse sinal é quando a pessoa começa a faltar a compromissos, sejam eles sociais ou profissionais.

4. Obsessão por novos hobbies

Se envolver demais com uma nova atividade pode ser apenas um sinal de que aquela pessoa realmente se apaixonou por algo novo. Mas procurar, cada vez mais e mais, se manter ocupado com tarefas que, antes, não faziam parte de uma rotina também pode ser um sinal de alerta.

Algumas pessoas podem tentar fugir da infelicidade que certas situações lhe causam, simplesmente, “inventando” coisas diferentes para não ter que enfrentar aquele momento.

 

* Esse texto foi escrito com base em um artigo publicado no Medium por Sean Kernan. Sinais de depressão devem ser tratados por profissionais capacitados para isso. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFuncionários da Eletrobras fazem greve contra privatização
Próximo artigoOperação Sangria: ex-secretário e empresários são ouvidos em ação na Justiça Federal