“Netflix mato-grossense” vai armazenar filmes exibidos no Cinecaos

Após evento, o acesso aos filmes do festival de cinema trash serão gratuitos na plataforma Kinin

Realizada durante todo o mês de agosto, a 5ª edição do Festival CineCaos terá vida longa na web. É que as dezenas de filmes exibidos serão armazenados na plataforma mato-grossense Kinin Filmes Independentes logo após a mostra. Assim como o evento, o acesso às produções do gênero trash e underground será gratuito.

Na curadoria da mostra de 2019, a idealizadora Eliete Borges se une a Petter Baiestorf, Gurcius Gewdner e Ivandro Godoy para garimpar o que há de mais inusitado no cinema marginal. Os filmes selecionados serão divulgados ainda esta semana no Facebook do Cinecaos.

Criada em 2015, a plataforma voltada ao armazenamento e divulgação do cinema brasileiro, Kinin começou a ser idealizada pelo publicitário Sernon Nonres, em 2013, quando a Netflix ainda surgia no cenário digital.

“Comecei a pensar na ideia durante o último Festival de Cinema de Cuiabá, no último ano de faculdade. Participando de debates com realizadores de diversos lugares do país, percebi a necessidade de ferramentas para escoar cinema brasileiro”, lembra Sernon.

No ano seguinte, ele começou a juntar dinheiro para viabilizar o projeto, que começou com apenas 6 filmes, de forma independente. Atualmente, a Kinin hospeda mais de 80 curtas, médias e longas-metragens de todo país. Destes, cerca de 25 filmes mato-grossenses, incluindo a série “Tipos Mato-grossenses”, podem ser vistos por uma assinatura mensal de R$ 14,90.

Em 2016, o projeto foi contemplado em edital estadual voltado à economia criativa. Com o recurso captado, Sernon circulou pelo país e conseguiu 55 para a plataforma participando de atividades no Festival de Cinema de Gramado (RS), Festival Visões Periféricas (RJ), na Mostra de Cinema de Ouro Preto (MG) e Goiânia Mostra Curtas (GO).

Criada através de parcerias de realizadores, a Kinin, que também está disponível em formato de aplicativo para Android, remunera os realizadores por horas visualizadas. Em uma nova versão, a plataforma terá espaço para cadastro gratuito e filmes em 360.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAplicativo Dollify virou febre entre brasileiros; saiba como criar seu avatar
Próximo artigoDeputado passa por cirurgia

O LIVRE ADS