Município de MT é o 10º que mais desmatou no Brasil em 2019

Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, desmatou no ano passado quase 20 mil hectares

Foto: Reprodução/Ibama

A 1.065 km de Cuiabá, no extremo Norte de Mato Grosso, Colniza tem como principal atividade econômica a extração de madeira. Não à toa, portanto, foi ela que colocou Mato Grosso no estudo realizado do MapBiomas – uma rede colaborativa de ONGs – sobre o desmatamento.

O município atingiu o 10º maior índice de devastação em 2019. A entidade apontou 17.709 mil hectares desmatados. O equivalente a mais de 17 mil campos de futebol.

Além de Colniza, entre os 10 municípios do país que mais desmataram, quatro estão no Pará, três no Amazonas e um em Rondônia.

Altamira (PA) teve a maior área disparada de desmatamento detectado no ano passado: 54 mil hectares. São Félix do Xingu, no mesmo Estado, tem 39,6 mil hectares.

Na lista dos 50 municípios com o maior índice, oito são de Mato Grosso. São eles: Aripuanã (11º), Nova Bandeirantes (17º), Apiacás (34º), Juara (40º), Marcelândia (47º), Cocalinho (48º) e Paranatinga (50º).

Município mais violento do país

Colniza também é marcada pelos conflitos agrários causados pelas disputas de terra. Por causa da violência, foi considerada a cidade o mais violenta do país em 2007, segundo levantamento do Mapa da Violência.

Em abril de 2017, nove trabalhadores foram mortos em uma gleba do município.

O dono de uma madeireira foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso (MP-MT) como sendo o mandante do crime.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRede de amianto será substituída na Rua Feliciano Galdino a partir de amanhã
Próximo artigoShopping Popular volta com seu funcionamento gradativo a partir da próxima quarta-feira

O LIVRE ADS