Mesmo com pressão dos servidores, deputados votam contra aplicação do RGA

RGA é a recomposição salarial dos funcionários públicos estaduais por conta da desvalorização inflacionária

(Foto: Reprodução/JLSiqueira/ALMT)

Deputados estaduais rejeitaram a aprovação do projeto de decreto legislativo de derrubada da lei que bloqueia a aplicação da Revisão Geral Anual (RGA), gatilho econômico que atualiza os salários pela inflação.

O projeto recebeu 11 votos contra e 8 a favor, com 20 deputados presentes na sessão desta quarta-feira (8) – o presidente da Assembleia Legislativa não vota.

A maioria dos deputados seguiu o parecer da Comissão de Trabalho e Administrativa, comandada pelo líder do governo, Dilmar Dal Bosco (União Brasil).

Segundo ele, quatro dos cinco titulares votaram pela derrubada do projeto de lei. No entretanto, dois deles – João Batista (PP) e Elizeu Nascimento (PL) – afirmaram,  durante manifestação em plenário, que teriam sido procurados para assinar o parecer do relator.

O projeto de decreto legislativo propunha a aplicação de 4,19% aos salários em acréscimo aos 7% integrados em janeiro. O total seria referente à inflação de 2018.

A votação vinha sendo acompanhada por servidores que pressionavam pela aprovação.
Hoje, eles acumularam derrota com a rejeição também do requerimento de convocação dos secretários Rogério Gallo (Casa Civil) e Fábio Pimenta (Fazenda) para discutir a RGA.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDemimonde, série de J.J. Abrams, é cancelada pela HBO
Próximo artigoEndividamento das famílias cuiabanas apresenta leve recuo em maio