Leilão da Fazenda Onça Pintada movimentará R$ 1,8 milhão

Na Fazenda Onça Pintada gado é criado em um sistema a pasto que é referência nacional em pecuária sustentável

Foto: Assessoria

Referência em pecuária sustentável para o país, a Fazenda Onça Pintada – Nelore Moinho realizará neste domingo (04), um leilão de elite em que ofertará 300 fêmeas e 50 touros nelore PO.

O leilão será transmitido pelo Canal Rural para todo país. O evento deve movimentar mais de R$ 1,8 milhão, com animais criados em um sistema a pasto e ambientalmente adequado.

O administrador de empresas, Breno Molina, 42 anos, e presidente da Associação dos Criadores Nelore do Estado (ACNMT – Nelore MT), é proprietário da área com 375 hectares, onde trabalha desde 2007 com um rebanho de aproximadamente de mil cabeças. A partir da utilização de tecnologias de ponta, ele vem obtendo resultados diferenciados.

Pecuarista Breno Molina – Foto: Assessoria

Da área total, o trabalho é realizado por Molina em apenas 205 hectares da parte alta, que não sofre alagamento no período de chuvas no Pantanal.

Ele é da terceira geração de pecuaristas da família, e sempre observou a forma como o pai e avô trabalhavam. “Busquei novas oportunidades e levei em conta as condições naturais da região pantaneira para fazer esse trabalho, sem abrir novas áreas”, pontua o empresário e liderança no setor da pecuária.

Ele diz que quando fala sobre o trabalho realizado na Fazenda Onça Pintada, a maioria das pessoas não acredita.

“Dizem que sou louco ou mentiroso. Mas com esse projeto, realmente é possível agregar maior lucro à atividade, desde que se agregue de novas tecnologias e informações, é preciso estar aberto a algumas mudanças e enxergar a propriedade como um negócio que requer planejamento e investimento”.

(com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDispara o número de homens que procura tratamento estético
Próximo artigoCuiabá: Secretaria de saúde paga R$ 31 mil por caminhão parado

O LIVRE ADS