Jovens de baixa renda podem ter transporte intermunicipal gratuito

Gratuidade depende da aprovação de um projeto de lei que tramita na ALMT. Ou será que não?

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Jovens de baixa renda de Mato Grosso poderão ter transporte coletivo entre os municípios de graça. A gratuidade depende da aprovação de um projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A proposta já foi lida em plenário e deve ser analisado em breve pelos deputados.

Caso seja aprovado, o projeto prevê a reserva de duas vagas gratuitas em veículos que tenham mais de 20 lugares; e uma vaga para veículos de até 20 lugares.

O projeto considera jovem de baixa renda a pessoa com idade entre 15 e 29 anos, que pertence a família com renda mensal de até dois salários mínimos. Para ter direito ao benefício, é preciso apresentar documentos que comprovem a renda familiar.

Na prática, a proposta funciona quase que exatamente como um programa já existente do governo federal: o Identidade Jovem. Em média, 280 pessoas já viajam de graça mensalmente em Mato Grosso com este benefício.

LEIA TAMBÉM

A fonte do financiamento da gratuidade prevista no projeto em trâmite na Assembleia Legislativa, segundo a própria proposta, será obtida através de subsídio contido na tarifa pagas pelos outros passageiros.

A ideia foi do deputado Thiago Silva (MDB). Como justificativa, ele aponta o número de jovens que estudam ou trabalham em municípios distantes de onde moram.

“Temos casos de pessoas que moram em Poxoréu e estudam em Rondonópolis e Primavera do Leste, ou moradores de Rosário Oeste que trabalham em Cuiabá. Então, o projeto quer facilitar a vida da nossa juventude, que carece de apoio para conseguir mais oportunidades”, justifica.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProdução de Os Simpsons comenta mudança polêmica de Apu
Próximo artigoCarnaval em Cuiabá: mais de 30 toneladas de lixo são recolhidas

O LIVRE ADS