Idoso de 78 anos é resgatado de casa onde era mantido amarrado e amordaçado

Ele morava apenas com uma mulher, que o deixava sozinho o dia todo, muitas vezes sem refeição, em meio a sujeira e fezes

Foto: Imagem ilustrativa/Reprodução/Jornal Desafio

Um idoso de 78 anos foi resgatado pela Polícia Militar nessa terça-feira (28) após ser encontrado por uma vizinha amarrado e amordaçado em sua casa, onde morava com uma mulher.

O caso aconteceu no Bairro Jardim Eldorado, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

Os vizinhos já observavam a situação de maus-tratos ao idoso há algum tempo, mas não sabiam exatamente a que ele era submetido dentro da casa. Eles viam que uma mulher que acreditavam ser esposa dele saía sempre pela manhã e retornava somente a noite, deixando-o por diversas vezes sozinho o dia todo.

Nessa terça-feira, porém, eles ouviram gritos dentro da casa, foram até o local, encontraram a porta aberta e entraram. No interior, viram que era o idoso quem gritava, ele estava amarrado, com um pano na boca e em más condições de higiene.

Segundo o relato de uma das vizinhas à Polícia Judiciária Civil, a suposta esposa ameaça os vizinhos com uma faca.

A Polícia Militar foi acionada pelos moradores e encontrou o idoso deitado em uma cama, sem sequer ter feito uma refeição no dia – sendo que já eram 13h30.

Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, havia fezes e sujeiras por toda a casa, onde a vítima estava sozinha. Os vizinhos informaram os militares que, possivelmente, a mulher estava usando drogas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o idoso à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Ipase, onde ele ficou sob cuidados médicos.

Ninguém soube informar sobre algum parente que possa ficar responsável pela vítima. O caso foi registrado como maus-tratos e a suspeita ainda não foi localizada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá começa a divulgar dados sobre a covid-19
Próximo artigoMP pede investigação contra organizadores de festas clandestinas em Chapada