Governo retoma o Rodoanel

Licitação dos 52 km que faltam foi lançada nesta quarta-feira

Trecho do Rodoanel registrado pelo governo do Estado em 2016 (Foto: Meneguini/Gcom-MT)

As obras do Rodoanel de Cuiabá – paralisadas há cerca de 10 anos – devem, finalmente, ser retomadas. O governo do Estado anunciou nesta quarta-feira (23) a abertura da licitação que vai contratar a empreiteira para isso.

A previsão é de construção de quase 52 quilômetros de pista ligando Cuiabá e Várzea Grande (região metropolitana). Nesse perímetro, 16 “obras especiais”, ou seja, pontes, viadutos e trincheiras.

O custo total está estimado em R$ 497 milhões, dos quais o governo do Estado já possui R$ 130 milhões em caixa, segundo o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra, Nilton de Brito.

A empresa a ser contratada vai ter que, não só executar a obra, mas elaborar os projetos dela, já que a licitação será pelo Regime Diferenciado de Contratação Integrado, criado na época da Copa do Mundo de 2014 e que visa acelerar esse trâmite burocrático.

A licitação do Rodoanel, aliás, será primeira a ser feita pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) no modelo eletrônico. Todas as propostas serão enviadas pela Internet, não mais presencialmente.

O critério a ser considerado pelo governo para escolher a empresa será o do menor preço ofertado.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresário é assaltado ao ir a encontro, tenta fugir e é baleado
Próximo artigoCriança chega a hospital com sintomas de HPV e médicos suspeitam de estupro