Governo de MT intenciona comprar imunizante da chinesa Sinopharm

Vacina com pouco destaque no Brasil foi autorizada pelo governo chinês no fim de dezembro e teria eficácia de 79%

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A intenção de compra de vacinas da China pelo governo de Mato Grosso inclui um imunizante produzido pela farmacêutica Sinopharm, laboratório financiado pelo próprio governo chinês.  

A vacina da Sinopharm é do tipo que se denomina “inativada”: utiliza o método clássico e recorre a um vírus “morto” para gerar uma reação imunológica na pessoa. 

Essa vacina, até o momento, tem sido utilizada somente na população chinesa, mas está dentre as mais avançadas no quadro de produtos autorizados. O governo chinês concedeu permissão para uso geral da vacina da Sinopharm no dia 30 de dezembro.  

Conforme a BBC, o uso geral incluiria bebês e pessoas abaixo de 18 anos de idade, que não entraram nos testes de outras vacinas, como a CoronaVac, produzida pela Sinovac em parceria com Instituto Butantan, e a da Oxford/AstraZeneca.  

A autorização do governo chinês foi liberada um dia após o Grupo Farmacêutica Nacional, ou Sinopharm, anunciar que sua vacina tem eficácia de 79% no grupo geral de testes.  

Assim, como outros laboratórios, a Sinopharm também recebeu autorização para aplicação emergencial de seu imunizante. Ela estava no grupo de três diferentes vacinas autorizadas em julho pelo governo chinês que somaram mais de 4,5 milhões de doses aplicadas.  

Paquistão e Camboja já encomendaram doses à Sinopharm. 

Pedido de Mato Grosso 

O governo anunciou nessa quarta-feira (20) que pediu auxílio do Instituto Sociocultural Brasil China (Ibrachina) para consiguir adquirir 1 milhão de doses de vacinas produzidas por indústrias chinesas. 

O pedido de cooperação foi feito na assinatura do Protocolo de Intenções entre o Governo do Estado e o instituto, que visa fortalecer a promoção comercial, atração de investimentos e fomento de iniciativas nas áreas de desenvolvimento econômico, educação, cultura, ciência, tecnologia e inovação de Mato Grosso com a China. 

A intenção de compra parte da avaliação do governo estadual de indefinição na condução do plano de imunização elaborado pelo Ministério da Saúde.  

“Então peço que essa parceria já possa se iniciar com a ajuda para intermediar a compra dessas vacinas tão importantes para Mato Grosso, que é um grande fornecedor de alimentos para a China”, afirmou o governador. 

As farmacêuticas enderaçadas são a Sinovac e a Sinopharm. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAvó denuncia nora após ela dizer que bebê tem medo do pai por ele ter cabelo crespo
Próximo artigo240 anos de Poconé: veja cinco pontos turísticos para curtir na capital do Pantanal