Funcionária pública é acusada de racismo ao chamar a atual de seu ex de “macaca”

Em diversas mensagens, ela teria chamado a atual do ex-namorado de "macaca de salão e encardida"

(Foto: Joca Duarte/Creative Commons-Arq. ABr)

Uma funcionária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso está sendo acusada de racismo por enviar mensagens para o ex-namorado chamando a atual dele de “macaca de salão e encardida”.

Segundo o relato da vítima, uma cabeleireira de 35 anos moradora do Bairro CPA IV, em Cuiabá, a acusada nunca fez os xingamentos diretamente a ela: sempre fala por mensagens enviadas ao ex-namorado.

Ela afirmou, ainda, que os xingamentos não foram ditos apenas uma vez, mas inúmeras vezes via aplicativo WhatsApp, em mensagens de texto e de áudio.

Investigação

O caso foi registrado como “praticar, induzir, ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, ou procedência nacional, se cometido por intermédio dos meios de comunicação social, ou publicação de qualquer natureza” e deverá ser investigado pela Polícia Judiciária Civil.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Esse cara armou p ela ,tenho vídeo ele agredindo ela ele bateu muito nela ameaça de morte ela tem BO E MEDIDA CONTRA ELE… Ela só queria ajuda dela p arrumar creche para o filho . Ela e uma ótima mãe e vive pelo filho.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior6,5 mil casos sem data para solução: situação da Politec impacta investigações criminais
Próximo artigoComo “julgar” o Papa que recebeu Lula?

O LIVRE ADS