Estuprador que invadia casas com mulheres e crianças de madrugada é preso

Ele vinha cometendo vários crimes sexuais na cidade e foi preso após um estupro cometido nessa segunda-feira

(Ilustrativa/Ednilson Aguiar/O Livre)

Um homem de 58 anos que vinha cometendo estupros e furtos durante a madrugada na cidade de Água Boa (730 km de Cuiabá) foi preso nessa segunda-feira (29).

Ele foi descoberto após cometer um estupro contra uma jovem de 26 anos e ser flagrado por câmeras de segurança, que ajudaram a identificá-lo.

Ao todo, a Polícia Civil identificou quatro boletins por invasão de domicílio e furto, dois por estupro consumado e outros por tentativa de estupro contra o suspeito somente nos últimos dias.

Estupro e denúncia

Na madrugada dessa segunda-feira (29), o acusado invadiu a casa de uma jovem de 26 anos pela janela, a rendeu e a obrigou a tirar a roupa, sob a ameaça de que, se ela não se entregasse a ele, estupraria a filha dela, de apenas três anos.

A mulher foi levada para a sala da casa, onde foi abusada sexualmente. Na manhã dessa segunda-feira ela procurou a delegacia e denunciou o estupro, contando o que havia acontecido e dizendo a roupa que o abusador vestia.

A Polícia Civil começou as investigações imediatamente e conseguiu encontraram imagens de câmeras de segurança que mostravam o suspeito andando em uma bicicleta.

Com a ajuda das imagens, os policiais chegaram até a casa de um familiar do suspeito, no Bairro Primavera, em Água Boa, mas ele não estava no local.

Descoberta e prisão

No local, no entanto, havia uma conhecida da família que revelou ter sido estuprada pelo suspeito há poucos dias e que não o havia denunciado por medo.

Enquanto tentava encontrar o suspeito, a polícia seguiu com a investigação e encontrou outros crimes similares que ele havia cometido, todos sempre durante a madrugada e em casas que moravam somente mulheres e crianças.

Após algumas horas, o suspeito chegou à casa do familiar e foi surpreendido pela Polícia Civil, que ainda vigiava o local.

Ele tentou se esconder no banheiro, mas acabou preso. As roupas que ele vestia no momento do estupro da vítima de 26 anos foram encontradas na casa.

Roupa que o suspeito vestia no momento do crime (Foto: Polícia Civil)

Segundo a Polícia Judiciária Civil, o acusado utilizava uma bicicleta para cometer os crimes. Questionado sobre ela, disse que estava escondida em um matagal próximo à represa no Bairro Cristalino. A bicicleta foi encontrada no local indicado e apreendida.

Ele foi encaminhado para a Delegacia de Água Boa, interrogado e autuado em flagrante por estupro. Além disso, ele ainda responderá por outros estupros consumados e tentados, furtos e invasões de domicílio.

Segundo o delegado Gutemberg de Lucena Almeida, que ficou responsável pelo caso, a princípio o suspeito invadia as casas para tentar cometer estupros, mas quando as vítimas percebiam a presença dele e gritavam, impedindo o abuso sexual, ele fugia levando apenas objetos pequenos pertencentes a elas.

O suspeito já teve a prisão convertida de flagrante para preventiva e foi encaminhado para a Penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, em Água Boa, onde aguardará julgamento.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDeputados alegam falta de tempo e votação da PEC da Previdência é adiada em MT
Próximo artigoBotelho critica MP e TCE e diz que falta “bom senso” na hora de acusar gestores