Estiagem antes da hora? Verão em MT será mais seco que o de costume

Período mais chuvoso na região Centro-Oeste terá influência do fenômeno La Ninã e, por isso, chuvas abaixo da média

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O verão 2020/2021 começou astronomicamente às 7h02 desta segunda-feira (21). Vai se estender até às 6h38 do dia 20 de março de 2021, pelo horário de Brasília.

E se para a maior parte do país, ela é sinônimo de sol e praia. Para quem vive no Centro Oeste é o oposto. É a época do ano em que mais chove na região. Mas não neste ano.

Segundo o Climatempo, os volumes médios de chuva serão bastante elevados e devem superar os 300 mm, em várias áreas do país, especialmente em janeiro. Em Mato Grosso, contudo, a previsão é que a chuva seja abaixo da média normal para o mês em praticamente todo Estado.

As chuvas nessa época são fundamentais, já que é essa chuva que vai sustentar a produção agrícola e, de certa forma, evitar o surgimento precoce de focos de fogo.

Em fevereiro, a porção Leste de Mato Grosso e o Pantanal devem ter chuvas abaixo da média. Apenas o Centro Oeste e o Norte do Estado devem ter precipitação dentro da normalidade.

Em março, também no Centro-Oeste mato-grossense deve haver um volume de chuva próximo ou abaixo da média. Várias áreas no Centro Norte de Mato Grosso devem receber um pouco mais de chuva do que a média para o mês.

Falando da Capital, a tendência é de que a chuva de fevereiro fique abaixo da média em Cuiabá.

Temperaturas

De forma geral, o verão 2021 no Centro Oeste do Brasil será quente, com temperaturas dentro da média histórica. Porém, com a previsão de menos chuva do que o normal durante o mês de janeiro é possível que ocorram episódios de calor muito acima do normal.

Já para fevereiro e março, a previsão é de que a média de temperaturas fique bastante próxima da média para os meses.

(Com Climatempo)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDefesa da Criança e do Adolescente: edital selecionará projetos de até R$ 3 milhões
Próximo artigoArtes marciais transformando vidas: a história de Dudu Reis