Escola congela e doa merenda para alunos carentes comerem no fim de semana

Um projeto inspirador, não é mesmo?

(Foto: Reprodução/O Livre)

Nem sempre todos pensam na necessidade da tão requisitada e polêmica merenda escolar. Enquanto no Brasil diversas escolas sofrem com a falta dessa “peça” importante no sistema educacional público, uma escola em Elkhart, no estado da Indiana, nos Estados Unidos, está congelando a merenda não servida na cantina durante a semana e doando para as crianças que não têm o que comer em casa nos fins de semana.

O projeto é feito em parceria com uma ONG local e a intenção é de levá-lo a outras escolas. A Woodland Elementary School tomou a decisão de doar os alimentos ao notar que, para algumas crianças, o café da manhã e o almoço servido na escola eram suas únicas refeições.

Durante os fins de semana, essas crianças passavam fome. A escola então uniu forças com a Cultivate, que reaproveita alimentos que seriam desperdiçados para doar às crianças. Como o projeto bem intencionado atraiu a atenção da mídia, o presidente da ONG, Jim Conklin, foi entrevistado pelo WSBT comentando mais da ação:

 “Nós resgatamos alimentos que foram feitos, mas nunca servidos por grandes empresas de serviços de alimentação, como o sistema escolar. Pelo menos três vezes por semana, voluntários da ONG vão à escola e recolhem alimentos não servidos. No fim da semana, eles fazem um combinado. Nós levamos comida bem preparada, combinamos com outros alimentos e fazemos refeições individuais congeladas”, diz Conklin.

O projeto está beneficiando 20 crianças que levam, todas as sextas-feiras, uma mochila com oito refeições congeladas. “Está causando um grande impacto”, disse Melissa Ramey, que trabalha para a Câmara de Comércio da cidade. “Foi de cortar o coração ouvir que as crianças vão para casa nos finais de semana e não têm nada para comer”.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApós ordem de Fux, secretaria do STF não encontra notas promissórias entregues por Silval
Próximo artigoNeri Geller: não tenho tempo de ficar nas redes sociais, tenho que trabalhar, cuidar do meu mandato