Enem digital: simulados ajudam estudantes a entender novo formato da prova

Quem estiver preparado para usar a ferramenta digital não perderá tempo na hora de fazer a prova

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem passado por uma série de mudanças e a versão digital é uma delas. Na prova on-line, o estudante resolve as questões em um computador – e não mais no caderno impresso, como na versão tradicional.

A inovação tecnológica tem como objetivo trazer praticidade, economia e sustentabilidade, com a redução de papel e de custos de impressão dos cadernos de prova. A expectativa é que, até 2026, o Enem seja 100% on-line.

O Inep, órgão responsável pela organização e aplicação das provas, já anunciou que, em 2021, a edição digital do exame será realizada nos mesmos dias da versão impressa, em 21 e 28 de novembro, e terá as mesmas questões e tema da redação.

O Enem Digital 2021 vai permitir a inscrição de 101.100 candidatos, a mesma quantidade da edição anterior. O estudante que optar por esse formato de prova deve tomar alguns cuidados extras, além da preparação em relação ao conteúdo que deve ser estudado, para se sair bem no exame.

De acordo com o coordenador editorial do Sistema Positivo de Ensino, Norton Nicolazzi Junior, por se tratar de uma prova que será resolvida em uma plataforma virtual, é importante que o estudante não deixe para aprender como funciona a ferramenta enquanto faz a prova.

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

“Apesar de sabermos que a plataforma utilizada é bem intuitiva e de fácil manuseio, nossa recomendação é que todos tentem se adaptar para não haver desperdício de tempo na hora do exame.”

Segundo o educador, uma alternativa interessante para os que preferem fazer a prova digital é aproveitar o período de preparação para realizar simulados on-line.

“O aluno que já fez alguns simulados em plataformas digitais semelhantes à do Enem acaba tendo a vantagem de estar mais familiarizado com as ferramentas digitais e com a forma de resolver as questões, ganhando, inclusive, tempo para o que realmente importa: o raciocínio na interpretação correta dos enunciados e na obtenção da resposta correta.  O tempo é um elemento muito importante para o estudante na realização do exame. Se ele ganhar tempo por estar acostumado com a plataforma, isso pode acabar sendo decisivo”, acrescenta Nicolazzi.

O Sistema Positivo de Ensino utiliza uma plataforma bastante semelhante à do Enem e aplica simulados para mais de 500 mil alunos das escolas conveniadas em todo o Brasil.

Ao longo do ano, até a data do exame, haverá mais três simulados que seguem o modelo Enem, tanto na elaboração das questões como na correção, o que permite ao aluno conhecer a sua nota da mesma maneira que ela é calculada no próprio Enem.

“Para aqueles que se decidirem pela prova digital, essas serão boas oportunidades de treinar a resolução das questões de forma on-line”, destaca o especialista.

Resolução da prova digital, Inep explica como funciona

O próprio Inep divulgou, para a edição de 2020 da prova digital, um vídeo com instruções sobre como realizar a versão on-line do Enem. Na lateral esquerda da tela, os inscritos têm acesso aos itens “Participante” (com dados pessoais), “Instruções”, “Mapa de Questões”, “Rascunho”, “Pausar”, “Abandonar” e outras funções internas que permitem sinalizar questões para voltar depois e responder ou analisar a resposta.

Para começar as resoluções, o estudante deverá inserir a chave de acesso pessoal, que será fornecida pelo chefe de sala. Essa chave também servirá para pausar a prova, caso o participante tenha a necessidade de ir ao banheiro.

O tempo gasto com essas saídas não será acrescido ao final da prova. O horário de aplicação é fixo: de 5h30 no primeiro dia de exame e 5h no segundo. A chave também será necessária para finalizar a prova. Durante a aplicação, também é possível, por meio do “Mapa de Questões”, visualizar as alternativas que já foram respondidas e as sinalizadas.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorKeanu Reeves gasta parte de sua fortuna de R$ 1,79 bilhão ajudando as pessoas
Próximo artigoMT e 9 Estados: avanço da vacinação reduz ocupação de UTIs