Empresários que gravaram vídeo agredindo pedinte dizem à polícia que estão arrependidos

Ouvidos nessa terça-feira (14) eles disseram que a agressão ao morador de rua foi um erro

Os dois empresários envolvidos na agressão ao pedinte Anderson Luis da Silva Zahn, 25 anos, em Sinop (500 km de Cuiabá) foram ouvidos pela Polícia Judiciária civil nessa terça-feira (14).

Desde a denúncia contra Adonias Correia de Santana e Hidelbrando José Pais dos Santos, a polícia ainda não havia conseguido interrogá-los, visto que os dois estavam fora da cidade.

Nessa terça-feira, porém, eles foram ouvidos pelo delegado Carlos Eduardo Muniz, e, durante o interrogatório, Adonias e Hidelbrando afirmaram que a agressão foi um erro e que estão arrependidos do feito.

LEIA TAMBÉM

O caso

Em um vídeo que ficou conhecido em todo o Brasil na última quinta-feira (9), Adonias Correia de Santana e Hidelbrando José Pais dos Santos oferecem dinheiro ao pedinte Anderson e, quando ele vai pegar, Adonias o agride com um tapa no rosto e diz: “Vai trabalhar, vagabundo”.

As imagens foram gravadas por Hidelbrando no dia 6 de abril, mas só foram divulgadas no dia 9.

Muitas pessoas se solidarizaram com a situação de Anderson. Uma delas foi o advogado Rogério Pereira, que o levou à polícia para denunciar o caso.

Anderson foi ouvido, os suspeitos identificados e, desde então, a Polícia Judiciária Civil está investigando o caso.

Agora, segundo a Polícia Civil, os dois empresários serão indiciados por injúria real.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça determina fechamento de comércio “não-essencial” em Várzea Grande
Próximo artigoRevalida emergencial

O LIVRE ADS