Efeito da pandemia: SUS registra queda de 75% em tratamento contra o câncer de mama

Os dados são de março e abril deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado

(Foto: Freepik)

Centros que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) registraram uma queda de 75% nos atendimentos a mulheres em rastreamento ou tratamento de câncer de mama entre março e abril deste ano, em comparação ao mesmo período de 2019.

Os dados são da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e o motivo especulado é a pandemia do novo coronavírus.

Números que ficam ainda mais alarmantes se comparados com outro: cerca de 5,6 milhões de mulheres já não seguiam – antes da pandemia – a rotina de exames anuais com um ginecologista.

O estudo foi feito em 2019 pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) em parceria com o Datafolha.

Ginecologista membro da plataforma Doctoralia, Helena Proni Fonseca Saú afirma que esse tipo de cuidado é importante em todas as idades, mas principalmente para mulheres acima dos 40 anos.

“Nessa idade, algumas doenças são mais comuns, como o câncer de mama, câncer de colo de útero e as doenças cardiovasculares. O câncer de mama, por exemplo, quando diagnosticado nos estágios iniciais, tem uma taxa de sobrevida em 5 anos entre 80% e 99%. Nos estágios mais avançados, essa porcentagem cai para 30%”.

Para evitar deslocamentos até os consultórios, a médica lembra que é possível realizar uma consulta à distância. “Além de ser possível pegar um encaminhamento para exames, também conseguimos utilizar a ferramenta para discutir e orientar certos problemas que dispensem o exame físico”, ela explica.

LEIA TAMBÉM

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDeputado petista deve R$ 22 mil aos cofres do Estado
Próximo artigoDonald Trump apresenta boa recuperação e faz aceno a apoiadores