Durante seu mandato, presidente da FIEMT lucrou ao menos R$ 4,4 mi com a entidade

Triangulação na compra de móveis pela entidade envolve CNPJ de funcionário de Jandir Milan, que concorre nas licitações e depois compra os materiais da empresa do patrão

Presidente da FIEMT desde 2012, Janri Milan lucrou com a entidade que preside (Foto: Divulgação/FIEMT)

Uma triangulação envolvendo um funcionário de confiança de Jandir Milan, presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), permitiu ao mandatário da entidade vender ao menos R$ 4,4 milhões em produtos da sua empresa para a própria entidade que preside durante os seus mandatos. 

Proprietário da indústria de móveis Milanflex – em função da qual é membro da FIEMT – Milan não costuma participar das licitações e compras diretas de mobiliário pela entidade e outras associadas, como o Senai e o Sesi. A empresa Solução Comércio de Móveis e Equipamentos, porém, sagrou-se vencedora de vendas que, ao longo da administração de Milan, somam ao menos R$ 14 milhões. 

[featured_paragraph]Desse total, pelo menos R$ 4,4 milhões foram vendidos em produtos que levam o selo da marca de Milan. O LIVRE levantou a relação de vendas da Solução para a FIEMT entre os anos de 2014 e 2016 e, todas aquelas que registram o nome da marca dos móveis, aparece o nome da empresa de Milan como principal fornecedora. A Solução pertence a um funcionário de confiança e amigo de longa data de Milan, Diniz Fernando Pereira. Ou seja, mesmo sem ser o vendedor direto da licitação, Milan fatura como fornecedor. [/featured_paragraph]

Esse foi o caso, por exemplo, do processo 00446/2013, para a venda de mobiliário industrial para unidades do Sesi – parte do sistema Fiemt. Na ocasião, a Solução ganhou a concorrência por R$ 177 mil. Todos os móveis eram da marca da empresa de Milan. 

Em 2014, novamente Milan aparece como fornecedor dos móveis comprados pela Solução para a Fiemt. Nesse caso, a compra era ainda maior: R$ 1,8 milhão do processo 00001/SESI/2014, que comprou mobiliário escolar. 

Mais recentemente, em 2016, a mesma triangulação se repetiu em novo contrato, no valor de R$ 2,3 milhões. No processo 00050/SENAI/2016, a Solução sagrou-se vencedora e os móveis, novamente, foram comprados da empresa de Jandir Milan. O objetivo dessa venda era comprar “mobiliários complementares para atender a todas as unidades do Senai”.

Jandir Milan preside a FIEMT desde 2012, quando substituiu o então prefeito-eleito de Cuiabá, e atual pré-candidato ao governo do Estado, Mauro Mendes (DEM). Atualmente Milan apoia a candidatura do ex-secretário da Fazenda de Pedro Taques Gustavo Oliveira para a sua sucessão no cargo, cujo mandato termina este ano. 

A assessoria de imprensa da FIEMT foi procurada e informou que todos os processos de compra da entidade são feitos via licitação. “A Milanflex não participa das licitações do Sistema Fiemt. A empresa Solução, vencedora de alguns lotes para o fornecimento de móveis para o Sistema nos últimos anos, é uma das revendedoras de móveis de diversos fabricantes no Brasil”, disse a entidade em nota.

Solução 

A empresa Solução pertence a Diniz Fernando Pereira, que é funcionário de confiança de Milan. Diniz, inclusive, é um dos principais representantes da Milanflex, sobretudo em assuntos que tem a ver com licitações públicas. 

Apenas neste ano, Diniz apareceu como representante da Milanflex em um processo de compras da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Trata-se da Ata de Realização do Pregão Presencial no. 10/2018, de maio. 

Em outra ocasião, Diniz foi o representante da Milan em nova ata de registro de preços, essa para a prefeitura de Poxoréu. O evento foi realizado em março. 

O LIVRE procurou Diniz através do telefone registrado no CNPJ da empresa e informado à Receita Federal. Esse número, porém, pertence à Milanflex e quem atende são os recepcionistas da empresa de Jandir Milan.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

6 COMENTÁRIOS

  1. _ Pode Isso, Arnaldo???
    _ Pode não. A regra é clara. O estatuto da FIEMT veda a participação de seus dirigentes em processos de compras da entidade. É falta grave, pra cartão vermelho.
    _ O jogo não pode seguir. Cadê o “árbitro de vídeo”??

    • Nivaldo , olhei no VAR e vinque você foi diretor da FIEMT na gestão do Jandir . Pena que você foi convidado a sair . Basta ligar na FIEMT e perguntar a qualquer diretor os motivos . E pênalti para você !

  2. O candidato da chapa 2 tá fazendo o diabo para por a mão no cofre da FIEMT . Sabe que o Milan cuidou muito bem e vai deixar um caixa recheado . Agora o candidato insiste utilizando da imprensa para denegri o valioso trabalho que vem sendo feito .
    Tem muita coisa que vai sair depois da eleição da FIEMT sobre este candidato . Quem viver vera !

  3. Por isso então que à vários anos o filho deste senhor tem patrocínios milionários da fiemt. Com toda certeza isso acontece nas licitações no estado, onde a Milan ganha licitações desde parafuso a máquinas de ar condicionado (no governo silval eles ganhavam 80% das licitações), investiguem um pouco mais que vão descobrir mta sujeira aí, por exemplo a participação do filho em licitações milionárias de software, etc… Esse povo fez fortuna nos últimos 10 anos.

  4. Tanto a FIEMT , como o FECOMERCIO , Famato e seus orgaos subsidiarios sao um Antro de malandragem. Esse Sistema S (Sesi/Senai, Senar, Ilode ,senac) todos so’ servem para enriquecer os seus dirigentes e apiniguados.

  5. Por isso então que a vários anos o filho deste senhor tem patrocínios milionários da fiemt. Com toda certeza isso acontece nas licitações no estado, onde a Milan ganha licitações desde parafuso a máquinas de ar condicionado (no governo silval eles ganhavam 80% das licitações), investiguem um pouco mais que vão descobrir mta sujeira aí, por exemplo a participação do filho em licitações milionárias de software, etc… Esse povo fez fortuna nos últimos 10 anos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCurso de brigadista começa a ser oferecido pelo Senai Cáceres
Próximo artigoRoteiro perdido escrito por Stanley Kubrick é encontrado 60 anos depois