Conta de luz mais cara

Aneel reativou o sistema de bandeiras já no patamar mais alto de cobrança a partir deste mês

A conta de luz ficará mais cara em dezembro. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2, a mais alta, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts hora consumidos. 

Em maio, em razão da pandemia de covid-19, a agência havia decidido manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro deste ano. Entretanto, em reunião extraordinária na sexta-feira (30), a diretoria do órgão avaliou que a queda no nível de armazenamento dos reservatórios das usinas hidrelétricas e a retomada do consumo de energia justificavam o aumento. 

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração. 

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça de MT deixa prescrever denuncia contra acusados de desviar R$ 28,6 milhões
Próximo artigoEx-presidente do MT Saúde é condenado a 3 anos de prisão e a devolver R$ 3,3 milhões