Churrasco é a nova tendência para o banquete de casamento

O prato tão apreciado pelos brasileiros ganhou ares de requinte sem perder a rusticidade, e agora invade o cardápio das festas de casamento com grande destaque

Optar por festas de casamentos com um tom mais rústico, porém com sofisticação, tem estado em alta em várias partes do país. Neste modelo, o tradicional churrasco tem deixado de ser um simples almoço de domingo para se tornar o prato principal e refinado de uma celebração

Em Mato Grosso este tipo de refeição em festas não é novidade. Por ser o Estado líder em rebanho bovino, Mato Grosso liderou ainda o abate nacional de bovinos no terceiro trimestre de 2018, na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram abatidas 1,4 milhão de cabeças de gado.

Com o fácil acesso aos cortes, são diversas as possibilidades que podem ser usadas num banquete, desde a inclusão de cortes de carnes nobres, ou até mesmo casamentos diurnos e ao ar livre onde o churrasco e as churrasqueiras são protagonistas, momento em que buffets renomados de Cuiabá deixam de incluir proteínas do cardápio para tornar o churrasco a atração do evento.

Para o empresário e churrasqueiro Lamonnyel Vieira, os noivos têm contratado não somente pelo preço ou por gostar de carne assada, mas também pelo visual.

Os equipamentos usados atualmente, bem como os diversos tipos de churrasco compõem um cenário e acabam fazendo um diferencial. “Já temos alguns eventos fechados em diversas regiões de Mato Grosso, onde os cardápios são os mais variados, como matrinchã no fogo de chão, leitões, cordeiros ao assador, castelões, cortes de Wagyu na Parrilla, entre outras diversas técnicas utilizadas para apresentar não somente um churrasco, mas para fazer bonito junto aos noivos”, explica.

De acordo com Lamonnyel, os casais têm diversas opções de churrasco para escolher a qual se adapta melhor ao gosto, bolso e espaço. “Desde fogo de chão, à grelha ou parrillas podem ser usadas. Dependerá muito das carnes escolhidas e a composição do espaço, para que o churrasco servido tenha ligação com o gosto pessoal dos noivos”, finalizou. A parrilla, um sistema de grelhas móveis usadas tradicionalmente na Argentina e Uruguai, entra como uma ótima opção para a ocasião.

Segundo a cerimonialista Cristina Mangieri, outra opção recorrente quando se trata de casamentos é no formato de uma segunda comemoração, mais intimista, que ocorre no dia seguinte à celebração do casamento geralmente em chácaras ou lugares mais reservados à família e amigos próximos.

Nesse momento, o churrasco é prato principal. “Em Mato Grosso temos um alto número de migrantes, pessoas que vem de fora e fixam residência aqui. Assim, a ocasião do casamento necessariamente envolve receber parentes e amigos de fora da cidade ou Estado que ficarão um dia ou mais na cidade, após a cerimônia, abrigados nesse mesmo lugar onde realizaremos essa ‘segunda’ festa. Aliar esses dois momentos sai mais em conta para os noivos e temos certeza que agrada a todos”, explica.

Há quem acredite que usar o churrasco como prato principal seja uma opção mais econômica, mas casamento com churrasco não tem a ver com dinheiro e sim com preferências pessoais. Pode ficar mais barato que outros tipos de recepções, porém, conforme a elegância e sofisticação, ficará mais caro que outros estilos de festa.

Para a cerimonialista, cada vez mais os casais estão conscientes sobre cerimônias que não exijam um alto valor custo, sem perder a qualidade esperada. “São alternativas que mantém a qualidade e excelência exigida pela ocasião, mas proporciona menos gastos, que vão desde o uso de flores e decorações reaproveitáveis, até pacotes que incluam reservas em chácaras ou lugares para acomodar os parentes e amigos mais próximos, pensando na continuação das comemorações no dia seguinte, em um formato mais restrito”, explica Mangieri.

Em Cuiabá, a maioria dos casamentos são realizados no horário tradicional, à noite, mas a procura por lugares e horários diferentes têm crescido nos últimos anos. “Cerca de 30% deles são realizados ao pôr do sol, horário perfeito para aliar o romance do momento com a beleza natural bela e típica da nossa região”, conclui.

Outra dica dada pela cerimonialista é a importância de ter um profissional contratado para assar as carnes, garantindo que os convidados não ficarão aguardando muito tempo para que sejam servidas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVale responderá a ações coletivas nos EUA por tragédia em Brumadinho
Próximo artigoUm dia depois da cirurgia, Bolsonaro faz fisioterapia e sai da cama