Brasil bate Argentina e se garante no Pré-Olímpico Mundial de Basquete

A seleção feminina de basquete do Brasil assegurou presença no Pré-Olímpico Mundial de Basquete ao vencer neste domingo a Argentina, por 77 a 55, no último jogo do Pré-Olímpico das Américas, realizado na cidade de Bahia Blanca (Argentina).  A equipe comandada pelo técnico José Neto perdeu apenas na estreia para as norte-americanas; depois passou fácil pela Colômbia e ontem (17) sacramentou a classificação diante das hermanas.

O Pré-Olímpico Mundial, última seletiva para Tóquio 2020, vai reunir as 16 melhores seleções do mundo a partir de 6 de fevereiro. Serão dez vagas em disputa. Embora já garantidas nos Jogos Olímpicos, as seleções dos Estados Unidos (atuais campeãs mundiais) e do Japão (país-sede) também participarão da seletiva, por determinação da Federação Internacional de Basquete (FIBA). O sorteio das chaves será no próximo dia 28 de novembro.

Sob comando do técnico José Neto desde maio deste ano, não demorou para a seleção brasileira ver os resultados em quadra: em agosto a equipe conquistou o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), após um jejum de 28 anos. No mês seguinte, veio o bronze na Copa América, em Porto Rico, que assegurou o Brasil no Pré-Olímpico das Américas.

Jogo

Apesar da torcida a favor das anfitriãs, o Brasil largou com vantagem de 7 a 0 no primeiro quarto. A Argentina se equilibrou em quadra, e chegou a virar o placar para 17 a 14, mas antes do fim a pivô Damiris Damiris acertou uma cesta de três e garantiu o empate no fim dos primeiros dez minutos.

No segundo quarto, a superioridade do Brasil ficou mais evidente: apenas a pivô Clarissa Santos cravou quatro bolas de três, e a equipe foi para o intervalo na frente do marcador: 46 a 37. No terceiro quarto, as brasileiras mantiveram o domínio do jogo: 60 a 41. Depois ficou ainda mais fácil para a seleção administrar o placar no quarto e último set, fechando com larga vitória de 77 a 55.

Aniversariante do dia, Damiris foi o principal destaque do jogo, com 26 pontos e 13 rebotes, seguida da ala-armadora Tainá Paixão com 16 pontos, três rebotes e quatro assistências.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEu consigo falar em público
Próximo artigoBandidos fazem reféns em fazenda e levam R$ 226 mil em defensivos

O LIVRE ADS