Autor de homicídio de ex-namorado é preso na zona rural de Novo Mundo

Vítima morreu após companheiro atear fogo na casa onde ambos moravam com ele preso em um dos quartos

(Foto: Rede social)

Um homem acusado de matar o ex-namorado em setembro deste ano foi preso em Guarantã do Norte ( a 715 km de Cuiabá) nesta quarta-feira (27). O acusado, que será indiciado por homicídio qualificado, ateou fogo na casa onde morava com o companheiro, na zona rural do município de Novo Mundo (785 km de Cuiabá). A vítima estava trancada no quarto e teve queimaduras em 60% do corpo.

Fernando Francisco das Neves Oliveira, 31 anos, ficou hospitalizado durante 24 dias, mas acabou morrendo após ser transferido ao Hospital Municipal de Cuiabá, no dia 07 de outubro

O casal tinha um relacionamento conturbado e, no dia 13 de setembro, o suspeito queria que a vítima fosse embora da casa onde ambos moravam. Após uma discussão entre eles, o suspeito ateou fogo na residência com a vítima trancada em um quarto. Ao perceber que a casa estava em chamas, Fernando se enrolou em um colchão e conseguiu sair do local.

Encaminhado a uma unidade de saúde, a vítima ainda conseguiu dar informações sobre o ocorrido à Polícia. Ele sofreu queimaduras na cabeça, tronco, membros superiores e inferiores e foi socorrido, inicialmente, ao hospital em Peixoto de Azevedo.

A delegacia de Guarantã do Norte instaurou uma investigação inicial pelo crime de tentativa de homicídio. Com a morte da vítima, o suspeito, de 40 anos, passou a ser investigado por homicídio. Ele foi preso pela Polícia Civil na comunidade rural Cinco Mil.

De acordo com o delegado que conduziu a investigação, Victor Hugo Caetano de Freitas, o autor do crime será indiciado por homicídio qualificado e foi encaminhado à Delegacia de Guarantã do Norte, e depois passará por audiência de custódia da Justiça.

(Com informações da assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCinco postos de combustíveis de Cuiabá são fiscalizados após denúncias
Próximo artigoMauro Mendes apresenta MT a investidores como celeiro sustentável