Após deboche, jovem perde título e cidade fica sem “Miss” em Mato Grosso

Organizadores do Miss Mato Grosso consideraram que a jovem "feriu os princípios do concurso"

Bruna Reis Figueiredo, de 20 anos, não é mais Miss Campo Novo do Parecis (MT) 2019. A “coroa” foi tirada pela organização do concurso no fim da tarde desta sexta-feira (25).

A medida foi tomada depois de um vídeo da jovem “viralizar”. Nas imagens, Bruna aparece debochando de um entregador do aplicativo Uber Eats. O caso chegou até aos noticiários nacionais.

Em nota, os organizadores alegaram que a jovem “feriu os princípios que regem o concurso e a função que exerce”. Até a publicação desta matéria ela não havia sido comunicada da decisão.

Com a destituição de Bruna, Campo Novo do Parecis (400 km de Cuiabá) ficará sem uma representante até o concurso de 2020.

O caso

O escândalo começou quando Bruna publicou em seu Instagram um vídeo no qual debocha de um entregador de aplicativo. Ele usava uma bicicleta para fazer as entregas.

Apesar de alegar que não queria “desmerecer o trabalho” do entregador, ela comentou: “É aí que você vê o porque de sua comida chegar atrasada. A pessoa está de bicicleta, tá na marcha lenta. A pessoa não consegue nem subir a ladeira”.

O vídeo foi gravado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, na noite de quarta-feira (23).

O caso não passou despercebido e causou repercussão negativa. Os seguidores consideraram os comentários da jovem “infelizes” e “discriminatórios”.

Depois, ela bloqueou o acesso a suas redes sociais.

Confira abaixo a nota dos organizadores do concurso:

A organização responsável pelo Concurso Miss Mato Grosso 2019 informa que decidiu em retirar o título de Miss Campo Novo do Parecis 2019, de Bruna Figueiredo.

Bruna feriu os princípios que regem o concurso e a função que uma representante precisa exercer durante o período em que assumiu o compromisso de ser miss. Ainda na segunda-feira (28), Bruna Figueiredo será notificada da decisão.

A organização repudia qualquer atitude discriminatória ou que deprecie outro ser humano. Tal conduta não é condizente com a função assumida ao conquistar a coroa que ela representa.

Lamentamos o ocorrido e reiteramos nosso compromisso, seriedade e respeito que o Concurso Miss Mato Grosso tem com a sociedade mato-grossense.

Warner Willon e Nadeska Calmon
Organização Miss Mato Grosso 2019

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

5 COMENTÁRIOS

  1. PARABENS AOS ORGANIZADORES, NUM PAÍS QUE TEMOS TANTOS EXEMPLOS NEFASTOS OS DIRIGENTES DESSE SÉRIO CONCURSO VEM PROVAR QUE AINDA TEMOS DO QUE NOS ORGULHAR , PARABENIZO PELA ATITUDE JUSTA E OPORTUNA DE RETIRAR A COROA DE QUEM DEMONSTROU CLARAMENTE NÃO A MERECER ….MELHOR SEM RAINHA DO QUE COM “RAINHA MÁ” .

  2. Não é só essa Miss, MC Gui que fica desfazendo das pessoas na internet. Tem muita gente desconhecida praticando a grosseria e falta de respeito.
    Parabéns aos organizadores do concurso pela atitude.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUnimed recebe o prêmio Top of Mind de RH
Próximo artigoFrases da semana: do petróleo ao asfalto, o imposto da luz e mais corrupção