Agrônoma morre atropelada por máquina em fazenda do Grupo Amaggi

Acidente aconteceu durante pulverização de plantação em Sapezal, trabalho acompanhado pela pesquisadora

(Foto: Divulgação)

Uma engenheira agrônoma de 24 anos morreu nessa quarta-feira (23) em acidente com uma máquina pulverizadora. O caso ocorreu em uma fazenda do grupo Amaggi, em Sapezal (509 km de Cuiabá). 

Conforme a Polícia Civil, a jovem identificada como Luciana Santos de Almeida foi atropelada pela máquina durante a pulverização na plantação. Ao fazer a marcha ré, o operador atingiu a motocicleta em que vítima estava de garupa.

Com o impacto, a agrônoma caiu no chão e o pneu da máquina passou por cima dela, atingindo principalmente a cabeça.

A jovem morava em Cáceres (214 km de Cuiabá) e estava, desde março, em pesquisa na fazenda onde ocorreu o acidente. 

Ainda conforme a Polícia Civil, o operador disse que não percebeu o choque e parou a máquina somente após ser avisado do acidente.

O local foi isolado pela Perícia Oficial e de Identificação Técnica (Politec).  

O piloto da motocicleta teve alguns ferimentos e foi socorrido ainda na plantação.

Em nota, o Grupo Amaggi disse que está dando amparo aos familiares da funcionária e mostrou pesar pela perda. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPaulo Guedes defende ampliação de isenção de Imposto de Renda
Próximo artigoAcusado de triplo homicídio é preso após três anos