Acrimat verifica resultado das ações de fiscalização de trânsito

As ações de fiscalização têm como foco a prevenção da entrada da Peste Suína em regiões vulneráveis

Foto: Assessoria

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) participou de reunião realizada na última semana, em que o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) apresentou os resultados obtidos nas ações de fiscalização de transito dos últimos 90 dias.

As ações de fiscalização são custeadas pelo Fundo de Apoio à Suinocultura Mato-grossense (Fasm), que tem o propósito de realizar educação sanitária, seja por meio da entrega de folderes sobre a doença, seja intensificando o controle de transito nas regiões consideradas vulneráveis a possível entrada de Peste Suína Clássica (PSC).

“Os fundos ligados a sanidade agropecuária são fundamentais para manutenção de ações desta magnitude, pois grande parte das enfermidades são disseminadas por irregularidades advindas de transito, e a presença do Estado nestas fiscalizações resguardam a sanidade e rastreabilidade de nossos produtos, e no caso da pecuária, de nossos rebanhos”, disse a diretora Executiva da Acrimat, Daniella Bueno.

O trabalho tem como foco os estados do Ceará e Piauí, e para auxiliar os fiscais quatro veículos foram adquiridos. Ao todo 233 barreiras volantes fiscalizaram as regiões de Barra do Garças, Água Boa, Guarantã do Norte e Vila Rica.

Apesar do alvo principal ser evitar a entrada de suínos, seus produtos e subprodutos da área infectada da doença (PSC), todos os veículos transportando produtos agropecuários foram fiscalizados e as principais irregularidades foram detectadas no transporte de bovinos. “Dos 23,5 mil animais fiscalizados, 425 cabeças foram identificadas com irregularidades, o que resultou em 32 autos de infração emitidos”, informaram os técnicos do Indea.

Os resultados apresentados são proveitosos para a bovinocultura e relevantes para as questões agrícolas, principalmente no transporte de sementes.

Órgãos

Participaram da reunião a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), o Fundo Emergencial de Saúde Animal (Fesa), que já subsidia veículos e recursos para equipes volantes em todo o estado; e o Fundo Mato-Grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase), no intuito de fortalecer as parcerias existentes com os fundos e associações, mantendo assim as ações integradas de fiscalização de transito no Estado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm vivência com xamã urbano, entusiastas experimentam terapia das ondas sonoras
Próximo artigoMT em horário nobre: série filmada no Pantanal é destaque da TV Brasil

O LIVRE ADS