Acrimat verifica resultado das ações de fiscalização de trânsito

As ações de fiscalização têm como foco a prevenção da entrada da Peste Suína em regiões vulneráveis

Foto: Assessoria

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) participou de reunião realizada na última semana, em que o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) apresentou os resultados obtidos nas ações de fiscalização de transito dos últimos 90 dias.

As ações de fiscalização são custeadas pelo Fundo de Apoio à Suinocultura Mato-grossense (Fasm), que tem o propósito de realizar educação sanitária, seja por meio da entrega de folderes sobre a doença, seja intensificando o controle de transito nas regiões consideradas vulneráveis a possível entrada de Peste Suína Clássica (PSC).

“Os fundos ligados a sanidade agropecuária são fundamentais para manutenção de ações desta magnitude, pois grande parte das enfermidades são disseminadas por irregularidades advindas de transito, e a presença do Estado nestas fiscalizações resguardam a sanidade e rastreabilidade de nossos produtos, e no caso da pecuária, de nossos rebanhos”, disse a diretora Executiva da Acrimat, Daniella Bueno.

O trabalho tem como foco os estados do Ceará e Piauí, e para auxiliar os fiscais quatro veículos foram adquiridos. Ao todo 233 barreiras volantes fiscalizaram as regiões de Barra do Garças, Água Boa, Guarantã do Norte e Vila Rica.

Apesar do alvo principal ser evitar a entrada de suínos, seus produtos e subprodutos da área infectada da doença (PSC), todos os veículos transportando produtos agropecuários foram fiscalizados e as principais irregularidades foram detectadas no transporte de bovinos. “Dos 23,5 mil animais fiscalizados, 425 cabeças foram identificadas com irregularidades, o que resultou em 32 autos de infração emitidos”, informaram os técnicos do Indea.

Os resultados apresentados são proveitosos para a bovinocultura e relevantes para as questões agrícolas, principalmente no transporte de sementes.

Órgãos

Participaram da reunião a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), o Fundo Emergencial de Saúde Animal (Fesa), que já subsidia veículos e recursos para equipes volantes em todo o estado; e o Fundo Mato-Grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase), no intuito de fortalecer as parcerias existentes com os fundos e associações, mantendo assim as ações integradas de fiscalização de transito no Estado.