Vítimas da covid poderão ser enterradas em município de origem

Até então, o transporte dos corpos não estava autorizado por medidas de segurança contra a propagação do vírus

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governo de Mato Grosso autorizou o traslado de vítimas fatais da covid-19 para seus municípios de origem. Até então, pacientes de outras cidades que vinham fazer tratamento e acabavam morrendo em Cuiabá, tinham que ser enterrados na Capital.

A proibição de transporte dos corpos tinha como motivo a prevenção à disseminação do novo coronavírus. Agora, a transferência será possível, desde que siga uma série de normas de segurança sanitária.

O protocolo foi criado após uma solicitação do deputado estadual Max Russi (PSB) à Secretaria de Estado de Saúde (SES).

“Vivemos, talvez, o momento mais difícil de nossas existências. Precisamos tentar diminuir a dor pela qual passam as famílias que perderam seus entes queridos”, defendeu o parlamentar.

Conforme a portaria do governo, o traslado das vítimas fatais ocorrerá somente dentro do território mato-grossense. Deve-se ainda cumprindo o período máximo de 24 horas entre o óbito e o sepultamento.

Além disso, os equipamentos de proteção individual são obrigatórios para os profissionais envolvidos no processo de acondicionamento e recebimento do corpo. E todas as demais regras para o enterro continuam válidas.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDívida entre vizinhas termina em briga e com um menor no pronto-socorro
Próximo artigoComo as transmissões ao vivo têm transformado o setor do entretenimento