Vídeo | Secretário fica indignado com “festa de bêbado” e diz se sentir um “imbecil”

Nas rede sociais da Prefeitura de Sorriso, secretário disse que polícia poderia estar atrás de bandidos, se a população colaborasse

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Secretário de Saúde de Sorriso, Luis Fábio Marchioro fez um desabafo durante transmissão ao vivo neste domingo (19). Nas redes sociais da própria Prefeitura disse que se sente como um “imbecil” na luta contra a covid-19.

A indignação foi com o número de ocorrências de desrespeito às normas sanitárias contra a pandemia durante a noite de sábado (18) e madrugada de domingo (19) na cidade.


Segundo o secretário, foram 14 bairros visitados pela Polícia Militar e forças de vigilância.

A situação é preocupante porque Sorriso está entre as 10 cidades mato-grossenses com maior número de casos da covid em monitoramento. Eram 771 doentes até este domingo, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

O município também já acumula 33 óbitos. Desde o início da pandemia, 478 pacientes se curaram.

“Parece que as pessoas não conseguem passar um fim de semana sem fazer festa. É incrível. A gente se sente como tolo, como imbecil, pedindo para que não façam confraternização, festa. E depois, não conseguem salvar a vida daqueles que amam e a culpa é de quem? É das autoridades, é dos médicos, dos enfermeiros, é do prefeito”, desabafou o secretário.

Disco furado

Marchioro afirma que a situação se assemelha a um “disco furado”, com as autoridades repetindo um mesmo pedido que permanece sendo ignorado pela população.

“Eu fico até constrangido de a nossa fiscalização, Polícia Militar, ter que ficar indo atrás de festa de bêbado, quando teria que estar garantindo a segurança contra a bandidagem”.

O secretário chegou a pedir perdão pelo tom de sua fala. Ao longo da transmissão, ainda criticou quem diz se comover com os anúncios de mortes pela covid-19, mas que continua a promover aglomeração em casa.

“É sério gente, é sério! Depois que está lá no leito de hospital, começa a rezar e achar culpados. Alguém tem que ter culpa, menos você que está fazendo festa e convidou alguém para ir à sua casa“.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBuffet em Cuiabá é invadido e ladrões furtam somente a comida da geladeira
Próximo artigoHomem se afoga e morre no Rio Cuiabá