Várzea Grande vacina Segurança Pública e abre cadastro para acima de 60 anos

Neste sábado, na parte da tarde, serão vacinados servidores públicos das Forças de Segurança Pública

Vacina Segurança Pública
Foto: Assessoria Prefeitura de Várzea Grande

A prefeitura de Várzea Grande anunciou que a Saúde Municipal vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos na próxima semana. Neste sábado, na parte da tarde, serão vacinados servidores públicos das Forças de Segurança Pública como as Polícias Militar e Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e profissionais do sistema prisional.

Nessa sexta-feira (9) a tarde foram vacinados 137 Guardas Municipais, que atendem os critérios do Ministério da Saúde e do Estado. Neste sábado (10) serão vacinados 182 agentes de segurança do Estado, lotados no município de Várzea Grande, no drive thru do Centro Universitário – UNIVAG.

O secretário de Defesa Social, coronel Alessandro Ferreira da Silva, disse que foram vacinados os profissionais da corporação que estão realmente envolvidos com as ações da Saúde Municipal na contenção da Pandemia do novo coronavírus.

“São os que realmente trabalham na ponta e atuam em conjunto com os programas e projetos da Saúde na proteção das pessoas, e, ainda, os que estão fazendo escolta e vigilância das vacinas e ações de vacinação. Todo esse processo de logística a Guarda Municipal tem acompanhado, desde a proteção do Centro de Distribuição, bem como a condução e a chegada dos imunizantes nas unidades em que ocorre a vacinação, para que não haja desvio e nenhuma ilegalidade, justamente para que o cidadão destinado a ser imunizado, receba a vacina de forma correta”, disse o secretário Alessandro Ferreira.

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros, disse que, para vacinar a Guarda Municipal, o município se ateve ao que estabelece o Ministério da Saúde por ordem de prioridade. A vacinação foi realizada aos Guardas Municipais envolvidos nas ações de vacinação contra a covid-19 e nas ações de implantação e monitoramento das medidas de distanciamento social, com contato direto com o público, independente da categoria.

“A vacinação foi exclusiva aos profissionais da ativa, com exceção daqueles que não atendem aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde, como gestantes, lactantes, ter tido a covid-19 a 30 dias e os que estão afastados ou cedidos”, disse Gonçalo de Barros.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovem que era mantida presa em casa pelo marido é resgatada
Próximo artigoMEC prorroga prazo de inscrição para o Sisu