Varejo e serviços já pagaram R$ 1,3 bilhão em imposto em MT

Fecomércio diz que acesso ao crédito e agro impulsionaram as vendas e a reforma tributária abocanhou maior fatia

Foto: Marcelo Camargo

Os setores do varejo e da prestação de serviços em Mato Grosso pagaram R$ 1,38 bilhão em imposto no primeiro bimestre deste ano. A quantia é 30% a mais que o projetado pelo governo de Mato Grosso. 

A avaliação é do Instituto de Pesquisa Fecomércio de Mato Grosso (IPF-MT) divulgada nessa sexta-feira (9). O ICMS foi o imposto que mais recolheu, e conforme o instituto o varejo e os serviços corresponderam a 56% do total arrecadado no período. 

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, afirmou que o aumento é reflexo da reforma tributária implantada no início de 2019.  

“Com a alteração do cálculo e da alíquota do imposto, produtos do comércio tiveram aumento do valor cobrado de ICMS entre 10% e 42%”. 

Reflexo do crédito e do agro  

O diretor de pesquisas do IPF-MT, Maurício Munhoz, disse que o crescimento dos volumes no comércio e nos serviços foram sustentados, em grande parte, pelo aumento do crédito.  

“A facilidade no acesso ao crédito tanto das pessoas físicas como das pessoas jurídicas ajudou a movimentar os setores que mais contribuem para o Estado”. 

Outro fator que teria contribuído foram as atividades do agronegócio, que impulsionou os demais setores da economia, principalmente nos municípios da região centro, onde se concentra a produção agropecuária.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLiquida Centro
Próximo artigoAlergia mata: especialista alerta sobre a doença e suas reações