TSE manda Podemos devolver mais de um milhão ao Fundo Eleitoral

O partido de Sergio Moro é acusado de ter cometido irregularidades durante às eleições de 2018

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reprovou as contas do diretório nacional do Podemos referente às eleições de 2018. Devido a decisão, divulgada nessa terça-feira (29), o partido será obrigado a devolver cerca de R$ 1,2 milhão aos cofres públicos.

Entre as irregularidades apontadas pelo TSE estão a destinação de 27% do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para as candidatas do partido, não alcançando o percentual mínimo (de 30%) a ser aplicado.

O partido também é acusado de descumprir o prazo de apresentação das contas, além de omitir receitas na prestação de contas parcial e ter o registro incorreto de algumas despesas durante a campanha.

Sem posicionamento de Moro

Até o momento, o ex-juiz e pré-candidato à presidência pelo Podemos, Sérgio Moro, ainda não se posicionou sobre a decisão do TSE, que pode implicar no caixa do partido para às eleições desse ano.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEduardo Cunha se filia ao PTB e quer voltar a ser deputado federal
Próximo artigoConvite à primeira-dama