Tia pega celular de sobrinha e descobre que ela vinha sendo vítima de abuso

Já havia três anos que a menina era vítima de abuso dentro do seio familiar

A tia de uma menina de apenas 14 anos procurou a polícia na madrugada desta segunda-feira (2) para denunciar que sua sobrinha vinha sendo vítima de abuso sexual no próprio seio familiar.

A descoberta começou quando a tia pegou o celular da menina e viu um vídeo pornográfico enviado por mensagem.

O caso foi registrado no Núcleo da Polícia Militar de Itanhangá (490 km de Cuiabá), cidade onde o caso aconteceu.

Conforme o boletim de ocorrência, a tia começou a desconfiar quando, na sexta-feira (30), a filha dela, de oito anos, disse ter visto o suspeito – cujo grau de parentesco com a vítima não foi especificado no boletim – espiando a adolescente tomar banho por uma fresta na porta do banheiro.

Leia também

A partir desse dia, ela começou a prestar atenção na adolescente e no suspeito e, durante um jantar com a família na casa de amigos, ela viu o suspeito passar o pé na perna da adolescente.

Em seguida, ela viu o suspeito se afastar da mesa e ouviu um barulho de mensagem no celular da sobrinha. Rapidamente, ela pegou o aparelho da mão da adolescente e viu que a mensagem era um vídeo pornográfico enviado pelo suspeito para a menina.

A tia começou a pressionar a sobrinha sobre o que estava acontecendo e esta contou que, na última quinta-feira (29), estava sentada no sofá quando o suspeito se aproximou, mostrou o pênis dele e tocou o órgão genital dela com a mão.

A mulher pegou a sobrinha e foi imediatamente até a polícia para registrar um boletim de ocorrência. No núcleo da PM, quando questionada, a menina disse que desde que tinha 11 anos o suspeito tenta agarrá-la.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável e será investigado pela Polícia Judiciária Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmissões de liberação de desmatamento estão suspensas até 30 de novembro em MT
Próximo artigoCadela “furta” dentadura e viraliza com sorriso bizarro

O LIVRE ADS