Subtenente da PM reage a assalto, chama reforços e ladrões acabam feridos

Ao todo, oito pessoas foram presas e três ladrões ficaram feridos

Imagem Ilustrativa (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Uma quadrilha se deu mal ao tentar assaltar um subtenente da Polícia Militar nessa quinta-feira (4). O policial, de 48 anos, reagiu ao assalto, chamou reforços e os ladrões acabaram feridos e presos.

O caso começou por volta das 17h30, na casa do policial, na estrada para a comunidade Novo Céu, em Nova Canaã no Norte (680 km de Cuiabá).

Ele estava dentro do quintal da casa, quando cinco homens chegaram em um Corolla prata. Um deles, armado, rendeu o militar. Outro suspeito desceu e perguntou sobre os equipamentos de segurança da casa.

Quando encontrou uma oportunidade, o policial reagiu, acertando um pedaço de madeira em um dos suspeitos. Com medo da reação do militar, os suspeitos começaram a atirar na direção dele.

Nesse momento, o motorista do Corolla, que é cadeirante, arrancou com o carro. Em desespero, os dois suspeitos que estavam fora do veículo fugiram correndo para um matagal.

O policial acionou reforços e a equipe que foi auxiliá-lo encontrou o Corolla em fuga. Os militares ordenaram a parada e os suspeitos obedeceram. Dois desceram do veículo e o motorista cadeirante permaneceu no veículo.

Enquanto um tenente da PM revistava o motorista, outro suspeito, de 20 anos, o atacou com uma faca. O tenente reagiu atirando na perna do suspeito. Ao ver a cena, o outro policial também atirou e acabou atingindo a perna de outro suspeito.

Devido ao intenso sangramento, os policiais prestaram socorro aos dois e os encaminharam ao Pronto Atendimento local.

Outras viaturas foram acionadas para buscas os outros dois suspeitos que haviam fugido para a mata.

Novas buscas

Como o caso já estava se espalhando nas redes sociais, a polícia começou a receber denúncias sobre a localização desses dois suspeitos. Uma delas dizia que eles estavam no Bairro Jardim das Flores.

No bairro, há um suspeito bastante conhecido da polícia e próximo a um dos três já presos. Os policiais seguiram, então, para a região e encontraram um dos suspeitos tentando pegar um táxi.

Ele estava armado e, ao ver os policiais, tentou jogar o revólver calibre 38 e pular o muro, mas acabou detido, com bastante dificuldade, pois reagiu. Com a contenção, ele ficou com ferimentos no nariz e na boca e precisou de atendimento médico.

Outras quatro pessoas que estavam na casa da qual ele saindo foram encaminhadas para a delegacia.

O caso foi registrado como tentativa de roubo e tentativa de homicídio.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSem controle de piranhas
Próximo artigoCaminhoneiros protestam contra lockdown em São Paulo